Phil Spector recorre de sentença na Suprema Corte dos Estados Unidos

Os advogados do produtor esperam reverter a condenação do cliente; ele foi considerado culpado pelo assassinato da atriz Lana Clarkson

Matthew Perpetua Publicado em 16/12/2011, às 13h45 - Atualizado às 15h37

Phil Spector
AP

Os advogados de Phil Spector pediram à Suprema Corte dos Estados Unidos para reconsiderar a condenação dele por assassinato, argumentando que os direitos garantidos pela constituição foram violados pelo juiz. De acordo com o defensor Dennis Riordan, o juiz da Suprema Corte Larry Paul Fidler acabou se tornando uma testemunha da acusação ao oferecer sua opinião a respeito do depoimento de um dos experts chamados para participar do julgamento. A informação é da agência Associated Press.

Spector, que atualmente cumpre pena que pode durar entre 19 anos e prisão perpétua, é acusado de ter assassinado, em 2003, a atriz Lana Clarkson em sua mansão em Los Angeles. Ele já havia tentado recorrer da decisão do juiz Fidler anteriormente. Este ano, Suprema Corte da Califórnia já rebateu duas tentativas dos advogados de Spector de recorrer.

Os advogados do lendário produtor musical têm como última esperança a obtenção de um terceiro julgamento para o cliente. O primeiro, em 2007, foi anulado após jurados terem chegado a um impasse.