Pink Floyd: Roger Waters diz que clima na banda era 'tóxico'

Roger Waters revelou como não se sentia confortável com a relação com ex-companheiros do Pink Floyd

Redação Publicado em 09/10/2021, às 12h20

None
Roger Waters (Foto: Juan Diego Buitrago / AP)

Roger Waters compartilhou lembranças dos dias no Pink Floyd, revelando como se sentia em um ambiente tóxico e se referiu aos ex-colegas de banda como "arrogantes e rudes porque se sentiam muito insignificantes." (via Ultimate Classic Rock)

Em entrevista ao podcast WTF de Marc Maron, músico explicou como sair do grupo em 1985 foi essencial para o desenvolvimento da carreira solo: "Foi muito importante ter fugido." Além disso, revelou que os companheiros diziam como ele era "surdo para tons" e "não entendia nada de música."

+++ LEIA MAIS: Roger Waters recusa oferta de Mark Zuckerberg para usar hino do Pink Floyd em publicidade: ‘Nem f*dendo’

"Estava em um ambiente muito tóxico, onde estava perto de algumas pessoas - bem, David [Gilmour] e Rick [Wright] principalmente estavam sempre tentando me arrastar para baixo. Eles estavam sempre tentando me derrubar," disse.

Apesar dos desentendimentos, Waters reconhece a grandeza da música que produziu junto ao Pink Floyd. "Aqueles anos em que estivemos juntos, seja como for socialmente, não há dúvida de que fizemos um trabalho muito bom juntos," disse. "Não compartilhamos a visão, mas compartilhamos o trabalho."

+++ LEIA MAIS: Roger Waters acusa David Gilmour de não creditá-lo em disco do Pink Floyd

No entanto, uma reunião do músico com os outros integrantes parece fora de cogitação. "Ele seguiu o próprio curso, terminamos," disse Gilmour à Guitar Player no início de 2021. "Sou totalmente a favor de Roger fazer o que ele quer fazer e se divertir."