Pitbull diz que virou piada dos filhos depois de dublar Reino Escondido

“Quando ouvi minha voz no filme, me senti como uma criança de novo”, afirma o cantor

Lucas Reginato Publicado em 21/05/2013, às 16h12 - Atualizado em 22/05/2013, às 14h12

Pitbull
Divulgação

Reino Escondido, a nova animação da Blue Sky que estreou na última sexta, 17, conta, na versão original, com elenco de dubladores de peso no mundo da música, entre eles Steven Tyler e Beyoncé Knowles. Também faz parte dele o cantor e rapper Pitbull, que falou com a Rolling Stone Brasil sobre a experiência, inédita na carreira dele.

“Achei o personagem perfeito, amei o jeito como ele se mexe, as mãos. Acho que eles fizeram um ótimo trabalho e fico feliz e orgulhoso em fazer parte disto”, diz o músico. “Não sei porque me escolheram, mas foi uma oportunidade ótima estar envolvido no projeto.” Se ele não sabe por que foi convidado, quem assistir provavelmente não terá muitas dúvidas. No meio de personagens com vestes rústicas da floresta, um sapo com pose de malandro surge cheio de marra dentro de um terno azul brilhante. Este é Bufo, a quem Pitbull emprestou a voz. “Meu personagem é muito divertido, é o único animal da floresta vestido com um terno. É um empresário, tranquilo, acho que tem também muito a ver comigo.”

A participação de Bufo, e de Pitbull, é rápida. Mesmo assim o cantor não deixa de repetir a satisfação por ter feito esse trabalho e, se não encontrou os colegas músicos em estúdio, afirma que ainda gostaria de conversar com eles sobre o filme. “Tomara que a gente se encontre em uma première ou algo assim”, afirma.

“Quando ouvi minha voz no filme, me senti como uma criança de novo”, brinca o cantor, que afirma ter virado alvo de brincadeiras em casa. “Meus filhos agora fazem piada comigo, eles amaram o filme, estão me chamando de Bufo e coisas deste tipo.” Pitbull também ressalta a importância de falar com o público infantil, que normalmente não é alvo de sua música. “É muito bom tocar esse público”, conta. “O que gosto muito nas crianças é que são muito críticas. Se gostam, elas falam, e se não gostam, falam também.”

Nada modesto, ele afirma que tem, sim, muitas crianças que são fãs do trabalho que ele fez nos quase dez anos de carreira como músico, mesmo que recheie seus clipes com mulheres seminuas e cante versos não recomendados para menores. “Tenho não só crianças que são minhas fãs como também avós que são minhas fãs. Elas amam a minha música.”

Veja o trailer de Reino Escondido: