A polêmica cabeleireira que raspou cabelo de Britney Spears - e depois quis vender por R$4.4 milhões

Há exatos 13 anos, Esther Tognozzi colocou à venda as madeixas da artista

Redação Publicado em 21/02/2020, às 16h40

None
Britney Spears (Foto: Chris Pizzello / Invision /AP)

Britney Spears raspou o cabelo em 2007 no Esther's Hair Studio, na Califórnia, enquanto deixou fotógrafos registrarem o momento. Dias depois, as mechas da estrela foram colocadas a venda - e o valor não foi baixo: R$4.4 milhões. As informações foram divulgadas pela BBC.

+++LEIA MAIS: Alguém colocou “Toxic”, de Britney Spears, em The Witcher - e ficou perfeito; assista

A tentativa de vender o cabelo de Britney Spears ocorreu há exatos 13 anos, em fevereiro de 2007. A dona do salão, Esther Tognozzi, criou o site buybritneyshair.com, no qual foram adicionadas fotos das madeixas da cantora, assim como uma descrição de que o produto seria absolutamente autêntico".

O site também dizia que a compra era uma "oportunidade de uma vida", e anunciava a doação parte dos lucros  para instituições de caridade não nomeadas na publicação. Além do cabelo, o comprador ganharia as máquinas utilizadas para o corte, um isqueiro azul deixado por Spears no salão e a lata de Red Bull que a artista bebeu no local. 

+++LEIA MAIS: Britney Spears desabafa sobre solidão: "Você nunca sabe em quem pode confiar"

Na época, o co-proprietário do salão, JT Tognozzi, disse: "Ainda não sabemos porque Britney escolheu nossa loja. Provavelmente nunca saberemos". Tognozzi também comentou sobre as outras mechas de cabelo de Spears colocadas à venda na internet: "É muito louco todas as fraudes e coisas que existem. Eles nem estão em nosso estado".


+++ SESSION ROLLING STONE: RUBEL TOCA MANTRA