Policial que testemunhou em favor de Chris Brown pede demissão

Bryan Norwood assinou os papeis que atestavam que o cantor havia cumprido a pena de serviços comunitários a que foi submetido depois de agredir Rihanna

Redação Publicado em 13/02/2013, às 15h17 - Atualizado às 15h30

Chris Brown
AP

A promotoria de Los Angeles questionou a documentação entregue por Chris Brown como prova do cumprimento de sua pena de serviços comunitários pela agressão a Rihanna em 2009, e o policial responsável por testemunhar em favor do cantor acaba de se demitir, segundo noticiou o site TMZ.

Leia textos das edições anteriores da Rolling Stone Brasil – na íntegra e gratuitamente!

Bryan Norwood foi quem assinou os papeis atestando que Brown cumpriu 202 dias de trabalho no estado de Virginia, 22 a mais do que a pena previa inicialmente. A promotoria, no entanto, indicou que o policial fiscalizou apenas nove ou dez ocasiões.

Norwood foi substituído por Ray J. Tarasovic, que deixou a aposentadoria para voltar ao cargo. Já Chris Brown terá que de alguma outra forma provar que cumpriu a pena, senão a sua condicional poderá ser considerada violada.