Por que acabou a amizade entre Michael Jackson e Freddie Mercury?

A biografia Mercury: An Intimate Biography of Freddie Mercury revela a história sobre a relação entre os astros da música

Redação Publicado em 25/06/2019, às 11h00

None
Freddie Mercury e Michael Jackson (Foto: AP)

Na biografia Mercury: An Intimate Biography of Freddie Mercury, lançada em 2012, o autor Lesley-Ann Jones revela uma história nunca contada sobre como a amizade entre Michael Jackson e Freddie Mercury chegou ao fim. 

Veja abaixo o trecho citado no livro: 

"Ele foi um amigo de um longo tempo atrás, explica Mercury, que visitou o rei do pop na mansão em Neverland. "Ele costumava vir e assistir todos os nossos shows, e foi aí que a nossa amizade cresceu. Eu poderia ter participado de Thriller. Pensando em todos os royalties que eu perdi não estando nisso."

"Nós tínhamos três faixas, 'There Must Be More to Life Than This', que mais tarde apareceu no primeiro álbum solo de Mercury; 'Victory', que apareceu no álbum do The Jackson 5 em 1984, Victory; e 'State of Shock', que era um dueto de Jackson com Mick Jagger, mas infelizmente eles nunca terminaram."

"Eram músicas ótimas, mas o problema era o tempo. Estávamos muito ocupadados durante aquele período [1983]. Nós nunca estávamos no mesmo país tempo o suficiente para terminar algo completamente. Michael até me ligou para perguntar se eu poderia terminar "State of Shock", mas eu não pude porque eu tinha compromissos com o Queen. Mick Jagger assumiu. Foi uma pena, mas uma música é uma música. Enquanto a amizade ainda existir, é o que importa."

Mercury posteriormente se afastou de Jackson devido o intenso uso de cocaína. 

 

+++ De Emicida a Beyoncé: Drik Barbosa escolhe os melhores de todos os tempos