Por que Anya Taylor-Joy chorou quando se viu em A Bruxa pela primeira vez?

Estrela de O Gambito da Rainha, Anya Taylor-Joy pensava que 'nunca mais trabalharia' após papel em A Bruxa

Marina Sakai (sob supervisão de Yolanda Reis) Publicado em 22/06/2021, às 17h31

None
A Bruxa (Foto: Divulgação /A-24)

Anya Taylor-Joy ganhou reconhecimento mundial após conseguir o papel de Beth Harmon na minissérie da Netflix,O Gambito da Rainha (2020). A atriz, no entanto, não previu o próprio sucesso: revelou em entrevista ao The Hollywood Reporter como achava que "nunca mais trabalharia" depois da performance em seu primeiro filme, A Bruxa (2015), de Robert Eggers. 

Segundo informações do Indie Wire,Taylor-Joy se sentiu "devastada" depois de assistir o longa pela primeira vez. "Rob [Eggers] nos mostrou o filme duas horas antes de chegar ao público, e fiquei devastada. Achei que nunca mais trabalharia, tenho arrepios ao lembrar." 

+++LEIA MAIS: Os 5 filmes favoritos de Robert Eggers, diretor de A Bruxa e O Farol [LISTA]

A atriz sentiu como se tivesse decepcionado a equipe e a família, não achou que fez um bom trabalho no filme de terror. Apesar de ser bastante comunicativa e "gostar de falar," não conseguiu se expressar em palavras naquele momento, apenas chorou.

A profecia da atriz, claro, não se tornou realidade. Voltou a trabalhar em grandes produções, como Fragmentado (2016), filme de M. Night Shyamalan, ao lado de James McAvoy. Além disso, interpretou a protagonista no filme indicado ao Oscar,Emma (2020).

+++LEIA MAIS: O caminho de Anya Taylor-Joy aos holofotes: De A Bruxa até O Gambito da Rainha [LISTA]

Pensando em projetos futuros, Taylor-Joy voltará a trabalhar com Eggers para o longa The Northman, com previsão de lançamento para abril de 2022. Além disso, vai participar do elenco do prequel Mad Max: Estrada da Fúria (2015) como Furiosa, um dos maiores papéis da carreira até o momento.


+++ OS 5 DISCOS ESSENCIAIS DE BOB DYLAN | ROLLING STONE BRASIL