Pulse

Por que Daenerys destruiu Porto Real? Novo livro de Game of Thrones explica

A cena aconteceu na oitava temporada, durante o episódio The Bells

Redação Publicado em 06/11/2019, às 17h15

None
Daenerys Targaryen (foto: reprodução)

A última temporada de Game of Thrones gerou diversas críticas, mas algumas cenas se destacaram pelos acontecimentos controversos. Um exemplo icônico é o momento do episódio "The Bells" no qual Daenerys Targaryen decide queimar o já derrotado Porto Real (ou King's Landing). Apesar das motivações duvidosas da personagem, o livro The Art of Game of Thrones oferece contexto para explicar a atitude de Dany.

+++LEIA MAIS: Emilia Clarke ainda se diz chateada e não entende as reações ao final de Game of Thrones

O momento consiste em Daenerys Targaryen sentada no alto de Drogon. A personagem olha para a Fortaleza Vermelha, começa um incêndio pela cidade e mata diversas pessoas: de soldados já rendidos até mulheres e crianças indefesas. Apesar de Miguel Sapochnik (diretor do episódio) e o site Insider tentarem justificar a fúria da personagem, os fãs não deixaram de crer que a cena foi apressada. 

Para acabar com possíveis dúvidas, o novo livro de Game of Thrones oferece um detalhe, revelado pela Vanity Fair em prévia, que pode ser essencial para entender a cena. A obra apresenta a arte de Daenerys Targaryen olhando para a Fortaleza Vermelha com a legenda: “Ser capaz de ver o leão Lannister na janela atrás do trono foi muito importante nesta ilustração.”

+++LEIA MAIS: Final de Game of Thrones: maior medo de Emília Clarke era o ódio de Beyoncé

A frase explica mais sobre a motivação que levou Daenerys Targaryen a tomar a ação drástica: apesar de se contentar com a tomada da cidade, ao ver o símbolo do maior inimigo de sua família, a raiva tomou conta da Mother of Dragons

Os motivos, apesar de contextualizados no livro, não foram bem explicados durante a exibição da série. O desenvolvimento apressado do episódio - assim como da temporada -  tornou as motivações da personagem incertas.