Por que Eric Clapton ficou nervoso em participar do White Album dos Beatles?

George Harrison o convidou para ser o primeiro a colaborar com os Beatles na faixa While My Guitar Gently Weeps

Redação Publicado em 10/09/2019, às 13h33

None
Eric Clapton (Foto: Star Max / AP / Photos)

Normalmente, os Beatles eram descontraídos com várias coisas. Mas quando o assunto era as sessões de gravação, eles passavam dos limites para quem estava vendo de fora durante os anos 1960. De certa forma, por isso, a chegada da Yoko Ono foi um choque para os integrantes do quarteto - menos para John Lennon

Mas em 1968, eles tinham problemas maiores do que isso. Durante as sessões do The White Album, por exemplo, Paul McCartney trabalhou tanto tempo sozinho que as pessoas chegaram a se questionar se eles realmente tinham uma banda juntos. 

Enquanto isso, Ringo Starr ficou tão cansado que aproveitou o verão dos Estados Unidos para se afastar do grupo durante "Back in the URSSR". E é claro, que durante as turbulências, quase todo mundo ignorou a música brilhante que George Harrison havia para o disco. 

+++ LEIA MAIS: 7 músicas que provam que a carreira solo de George Harrison foi melhor do que você imagina [LISTA]

A faixa "While My Guitar Gently Weeps", por exemplo, acabou sendo gravada com um solo de guitarra de Eric Clapton, que nunca tinha ouvido falar em uma colaboração dessa em uma sessão dos Beatles, e é claro, ele não queria ser o primeiro. 

+++ LEIA MAIS: Há 51 anos, Eric Clapton reunia-se aos Beatles para gravar While My Guitar Gently Weeps

"Nós gravamos uma noite e houve uma falta de entusiasmo", disse George a Crawdaddy em 1977. "Então, fui para casa muito decepcionado porque sabia que a música era boa."

Harrison teve a ideia de trazer Clapton para o solo para que ele pudesse se concentrar em seus vocais e guitarra rítmica. Mas demorou um pouco para convencê-lo porque Clapton sentiu que estava se intrometendo nas sessões - algo que ninguém jamais havia feito em um disco dos Beatles

+++ LEIA MAIS: Beatles, Stones, Nirvana e Pink Floyd: os 50 discos mais valiosos do mundo

Eventualmente, Harrison conseguiu que Clapton concordasse em tocar. Depois, em vez de encolherem os ombros em "While My Guitar Gently Weeps" pela segunda vez, os outros Beatles se comportaram melhor com Clapton na sala.

"Você sabe, ele foi a primeira pessoa não Beatle que já tocou em alguma coisa", disse Harrison a Crawdaddy. Tecnicamente, Brian Jones, do Rolling Stones, tocou em uma sessão dos Beatles em 1967, mas isso não saiu até 1970.

+++ LEIA MAIS: Os Beatles eram analfabetos em música, diz Olavo de Carvalho

Na época do lançamento do The White Album (1968), Clapton estava sozinho como solista nos discos do icônico quarteto (além de músicos clássicos e produtor George Martin). No ano seguinte, quando Harrison quase tocou a banda, ele trouxe Billy Preston para tocar com o grupo em "Get Back".

Até então, Harrison sabia que trazer um ótimo músico teria um impacto positivo nas sessões dos Beatles. "Ajudou, porque os outros teriam que se controlar um pouco mais", disse ele.

"John e Paul principalmente porque eles tiveram que, você sabe, agir de maneira mais generosa."