Por que John Lennon comparou Charles Manson a alguns fãs dos Beatles?

Líder de culto assassino se inspirou em "Helter Skelter" para idealizar os crimes cometidos em 1969

Redação Publicado em 07/10/2020, às 11h13

None
John Lennon (Foto: AP) e Charles Manson (Foto: AP)

Os fãs de Beatles sempre foram dedicados na interpretação das letras do grupo, capas de álbuns e possíveis significados ocultos em clipes - a teoria sobre a suposta morte de Paul McCartney, por exemplo, surge de diversos “sinais” encontrados em lançamentos da banda. A obsessão por entender algo além nas composições do Fab Four, especialmente "Helter Skelter", também influenciou Charles Manson.

Parte do The White Album, a faixa foi completamente distorcida na mente de Manson e inspirou os assassinatos pelos quais o estadunidense cumpriu prisão perpétua. O nome da música chegou a ser escrito com sangue das vítimas em um dos assassinatos orquestrados pelo criminoso. “Eu acho que é uma coisa subconsciente. Eu não sei se eles fizeram [a conexão] ou não. Mas está aí. É uma associação no subconsciente”, explicou o condenado sobre as músicas da banda em entrevista à Rolling Stone EUA. “Esta música está trazendo a revolução, a derrubada desorganizada do Sistema. Os Beatles sabem no sentido em que o subconsciente conhece”. 

+++ LEIA MAIS: O que John Lennon achava da teoria ‘Paul McCartney está morto’?

John Lennon falou sobre a interpretação equivocada de Manson em entrevista ao livro Lennon Remembers, de Jann S. Wenner (via Cheat Sheet). “Ele é surtado, como qualquer outro tipo de fã dos Beatles que encontra misticismo [nas músicas]. A gente ria dessas coisas de uma forma despreocupada, e algum intelectual nos lia, alguma geração simbólica de jovens quer encontrar algo a mais”, comentou Lennon. “Também levamos a sério algumas partes, mas não sei o que ‘Helter Skelter’ tem a ver com esfaquear alguém. Eu nunca ouvi a letra de verdade, era apenas um barulho”. 


+++ TERNO REI: ‘ANTES DE LANÇAR, VOCÊ NUNCA SABE SE É BOM OU RUIM’ | ROLLING STONE