Por que John Lennon não queria a volta dos Beatles? 'Foi uma morte lenta'

Em uma entrevista de 1971, o músico explicou por que era melhor cada um seguir carreira solo

Redação Publicado em 06/01/2020, às 16h47

None
Beatles (Foto: AP)

Os fãs dos Beatles ficaram arrasados em abril de 1970 quando a banda anunciou o fim. Em uma entrevista ao Daily Express, em outubro de 1971, John Lennon explicou por que era melhor que todos seguissem a carreira solo.

Lennon não acreditava que teria mais algum valor no quarteto fazendo música novamente. Ao ser questionado sobre uma reunião, o britânico disse: "Eu não vejo…não há razão para tocarmos juntos novamente."

+++ LEIA MAIS: Beatles, U2 e mais: 5 vezes em que gravadoras recusaram músicos que se tornaram icônicos

O músico culpou a estrutura restritiva de estar em uma banda, além da pressão para se adaptar ao que a gravadora e os fãs queriam. Lennon disse: "Ouça a música. George teria florescido assim se continuássemos com o grupo? Sem chance. Não havia espaço".

"É uma música muito melhor porque não estamos reprimidos. Nos Beatles, quando os Beatles estavam no auge, estávamos cortando um ao outro. Estávamos limitando nossa capacidade de escrever, encaixando-a em algum tipo de formato e é por isso que causou problemas", explicou.

+++ LEIA MAIS: De Iron Maiden a Metallica: Conheça os 7 ilustradores das capas mais icônicas do heavy metal

"Eu disse a todos anos atrás: 'Eu não vou cantar “She Loves You” quando eu tiver trinta anos. Eu tinha trinta no ano passado e foi quando eu decidi sair", afirmou.

Mas, segundo o músico, os problemas começaram anos antes: "Os Beatles se desintegraram lentamente após a morte de Brian Epstein [empresário da banda] em 1967."

Ele continuou: "Foi uma morte lenta. Estava evidente em Let It Be (1969). Estava evidente quando George e eu ficamos na Índia e Paul e Ringo foram embora. Estava evidente no White Album (1968).”

+++ LEIA MAIS: Qual música os Beatles gravaram completamente bêbados?

OWhite Albumfoi reconhecido como "quatro discos solo", com pouca sobreposição entre o trabalho dos integrantes da banda. Starr também deixou brevemente o quarteto durante a gravação.

O músico acrescentou: "Eu não posso jurar que não tocaríamos juntos em nenhuma circunstância. Não faço ideia. Mas, pessoalmente, não vejo motivos para formar esse grupo novamente. Paul tem sua nova banda, tenho uma nova banda, sem dúvida George terá uma banda e Ringo terá uma banda.”

John Lennon formou a Plastic Ono Band com Yoko OnoMcCartney lançou um disco solo de sucesso em 1970 antes de formar o Wings em 1971.

+++ LEIA MAIS: Cocaína e problemas técnicos - a última gravação de Paul McCartney e John Lennon

Paul McCartney, George Harrison e Ringo Starr se reuniram após a morte de Lennon, que nunca mais compartilhou o palco ou estúdio com os ex-colegas de Beatles.


+++ CORUJA BC1: 'FAÇO MÚSICA PARA SER ATEMPORAL E MATAR A MINHA PRÓPRIA MORTE'