Por que John Lennon recusou fazer a trilha sonora de Apocalypse Now, de Francis Coppola?

Um dos cineastas mais renomados da indústria quis que o ex-beatle participasse da trilha da produção de 1979

Redação Publicado em 21/01/2020, às 10h52

None
John Lennon (Foto: AP)

John Lennon deixou um legado em produções cinematográficas como A Hard Day's Night, Help! eYellow Submarine (que hoje vivem como grandes clássicos) e, é claro, na música. No entanto, muitos fãs dos Beatles não sabem que Lennon trocou cartas com um dos cineastas mais aclamados da história do cinema: Francis Ford Coppola

+++ LEIA MAIS: Por que John Lennon não queria a volta dos Beatles? 'Foi uma morte lenta'

Na década de 1970, Coppola nos apresentou uma série de obras-primas, principalmente O Poderoso Chefão, O Poderoso Chefão II, A Conversação e Apocalypse Now. Desde essas clássicas produções, o cineasta também esteve à frente de outros filmes populares como Vidas Sem Rumo e o Dracula, de Bram Stoker. Mas durante a produção de Apocalypse Now, ele entrou em contato com Lennon, segundo o Alternative Nation

+++ LEIA MAIS: Francis Ford Coppola basicamente inventou o smartphone mas ninguém ligou

Leia abaixo a carta de Coppola para Lennon

"Caro John,

Nós nunca nos conhecemos, mas é claro que sempre gostei do seu trabalho.

Atualmente, estou nas Filipinas fazendo Apocalypse Now. Estou aqui há oito meses, espero estar aqui por mais alguns meses. Eu moro dentro de um vulcão, que é um paraíso, onde existem belas fontes minerais; e pensei em alguma vez que você estava no Extremo Oriente ou se gostaria de passar um pouco de tempo conversando sobre coisas em geral e alguns projetos futuros que tenho em mente, por favor, adoraria preparar o jantar para você e apenas conversar, ouvir música e falar sobre filmes.

Se vir ao Extremo Oriente é difícil, então algum dia no futuro, seja em Los Angeles, San Francisco ou Nova York, eu gostaria de conhecê-lo."

O registro, divulgado pelo Far Out Magazine, não especifica o que Coppola queria que John fizesse. No entanto, em The Beatles Diary Volume 2: After The Break-Up 1970-2001, escrito por Keith Badman, diz que o diretor queria que o ex-Beatle escrevesse músicas para o Apocalypse Now

Os fãs do filme podem notar, por exemplo, que a trilha sonora apresenta clássicos como "I Can't Get No) Satisfaction" dos Rolling Stones e "The End" do The Doors. A música de Lennon, com certeza, teria sido uma adição muito bem-vinda e apropriada ao filme. 

+++ LEIA MAIS: Para John Lennon, os Rolling Stones deviam ter se separado: "Seria bom"

No entanto, quando Coppola e Lennon se conheceram as filmagens de Apocalypse Now já estavam concluídas, e aqui está o que o ex-Beatle disse sobre o projeto: 

"Caro Francis,

Depois de pensar muito mais nessa idéia, percebo que, devido ao meu horário de trabalho, realmente não tenho tempo para um projeto tão grande e novo. Adoro o livro, mas seria preciso muita energia e etc.

Felicidades para você, foi um prazer conhecê-lo.


Com amor, John Lennon"

Mesmo que essa parceria não tenha acontecido, Coppola pode se sentir bem ao saber que Lennon gostou de conhecê-lo. 


 +++ MELHORES DISCOS BRASILEIROS DE 2019 (PARTE 1), SEGUNDO A ROLLING STONE BRASIL