Por que John Lennon retornou medalha de honra para rainha da Inglaterra anos depois de recebê-la?

Ex-beatle era bem conhecido por protestos políticos - e honra nenhuma escapava

Redação Publicado em 23/12/2020, às 15h15

None
John Lennon e Yoko Ono no Bed-In (Foto: AP)

Em 1965, os Beatles foram convidados pela Rainha Elizabeth II para integrar o MBE, título de Membro do Império Britânico, pela contribuição do grupo para música do Reino Unido. Mas, quatro anos depois,  John Lennon retornou a honraria.

Quando os Beatles foram chamados para receber a medalha, receberam várias orientações específicas de como se portar diante da rainha, como disse Paul McCartneyao Anthology à época:

+++LEIA MAIS: Vocal isolado de Paul McCartney e John Lennon em 'If I Fell' é de tirar o fôlego; ouça

“Um guarda chamou a gente de lado e disse: se aproxime da rainha dessa maneira, e não fale com ela se ela não falar com você. Mas ela foi um doce. Parecendo um pouco maternal porque somos novos, e ela um pouco mais velha.”

Por mais que tenham gostado daquele dia, porém, não durou para John Lennon. Em 1969, o ex-beatle devolveu a medalha de MBE para a rainha. Junto, uma nota:

+++ LEIA MAIS: Paul McCartney diz que nome de John Lennon vir antes nas composições é "injusto"

“Vossa Majestade, estou retornando meu MBE como um protesto do envolvimento da Grã-Bretanha na questão da Nigéria-Biafra, e contra nosso apoio no apoio aos EUA na Guerra do Vietnã e contra a queda de ‘Cold Turkey’ [música de Lennon] nas paradas musicais.”

Não foi o único a recusar honrarias reais: George Harrison também não quis, quando convidado, fazer um “update” para cavaleiro com o MBE - ao contrário de Paul McCartney, mundialmente conhecido por "Sir".