Pulse

Por que Led Zeppelin fez sucesso tão rápido nos EUA?

Rejeitada pelo público britânico, a banda inglesa atingiu a fama mundial após conquistar as multidões norte-americanas

Redação Publicado em 03/12/2019, às 10h19

None
Led Zeppelin em 1968 (Foto: Reprodução/ Instagram/Jørgen Angel)

Em 1968, o Led Zeppelin foi formado na Inglaterra, mas não conseguiu chamar atenção do público britânico e foi nos Estados Unidos que a banda encontrou o caminho que a levaria para o estrelato e a fama mundial. 

Na biografia não autorizada da banda, publicada em 1985, Stephen Davis explica quais fatores foram essenciais para a trajetória de sucesso da banda no início da carreira.

Com o fim do TheYardbirds, Jimmy Page ganhou os direitos autorais do nome da banda e decidiu adaptá-lo para o novo projeto musical. Então, Page, Robert Plant, John Paul JonesJohn Bonham começam se apresentar pela Inglaterra como The New Yardbirds.

+++ LEIA MAIS:Orgasmos, latas de lixo e explosivos: como nasceu o disco clássico Led Zeppelin II

Após o lançamento do primeiro disco, a banda conseguiu certa repercussão no mercado, mas não causou grande impacto entre o público. Page descreve a divulgação como 'uma piada', pois os ingleses 'não aceitavam nada novo'.

Porém, a banda estava prestes a ganhar um novo rumo ao lado da gravadora Atlantic e do empresário Peter Grant. Com este novo contrato, a banda planejou a primeira viagem para os Estados Unidos.

Depois de algumas apresentações, o Led Zeppelin  já participava da nova cena do rock que surgia e abria shows para artistas consagrados como Vanilla Fudge e Taj Mahal.

+++ LEIA MAIS: Flashback: em 1979, Led Zeppelin quebrava hiato e lançava último disco da carreira 

Grant também foi o responsável por distribuir cópias dos discos da banda nas rádios e divulgar o nome da banda. Mas o que levou Led Zeppelin à fama foram as performances eletrizantes e versões inéditas das músicas ao vivo, que consquistaram rapidamente o público norte-americano.

Em 1969, o Led Zeppelin havia encerrado a primeira turnê internacional e conseguiu alcançar o nível das bandas que, anteriormente, abria os shows. Segundo Davis, foi neste momento que os músicos se consagram na história do rock.

"Quando eles terminaram o show [no dia 31 de janeiro em Nova York]… Iron Butterfly se recusou a continuar [...] O Led Zeppelin não deixou nada para eles", escreveu o autor.


+++ TRÊS DICAS PARA NÃO SER UM 'SACO DE VACILO', POR HOT E OREIA