Por que Led Zeppelin recusou tocar em Woodstock?

Em 1969, Led Zeppelin foi convidado para ser uma das atrações do festival de Woodstock, mas recusou a oferta

Itaici Brunetti Publicado em 05/06/2021, às 11h20

None
Led Zeppelin em 1968 (Foto: Reprodução/ Instagram/Jørgen Angel)

Realizado durante três dias em agosto de 1969, o festival de Woodstock, nos EUA, foi um marco para a história do rock. Com mais de 30 shows, incluindo apresentações memoráveis de Jimi Hendrix, Santana e The Who, alguns dos maiores artistas da época recusaram tocar no evento, como o Led Zeppelin, por exemplo. 

O convite para o Led Zeppelin ser uma das atrações de Woodstock realmente aconteceu, mas, de acordo com o livro Led Zeppelin: The Concert File (1997), de Dave Lewis e Simon Pallet, o empresário da banda deJimmy Page e Robert Plant foi quem recusou a oferta. 

+++LEIA MAIS: Como Led Zeppelin salvou o Rush após a tragédia do baterista Neil Peart?

Em 1969, o Led Zeppelin tinha lançado o seu debut homônimo de sucesso e estava preparando o segundo disco, Led Zeppelin II, lançado no mesmo ano. Embora fosse novidade na cena musical, o grupo estava conquistando milhares de fãs e trilhando o próprio caminho.

Peter Grant, empresário do Led Zeppelin, disse que "em Woodstock a banda seria mais um nome entre tantos outros".  Então, ao invés de se espremerem no line up entre tantos artistas, preferiram encabeçar os seus próprios shows solos nos estados de Nova Jersey e Connecticut, realizados nos mesmos dias do festival. 

+++LEIA MAIS: O dia em que ator de Loucademia de Polícia chocou a TV com versão alucinante do Led Zeppelin [FLASHBACK]

As informações são do site Grunge


+++ SUPLA | MELHORES DE TODOS OS TEMPOS EM 1 MINUTO | ROLLING STONE BRASIL