Por que Leonardo DiCaprio pediu para diminuir o número de falas em O Regresso?

O astro ganhou o Oscar de Melhor Ator pelo desempenho no filme

Redação Publicado em 24/11/2020, às 15h14

None
Leonardo DiCaprio (Foto: Divulgação)

Leonardo DiCaprio pediu ao diretor Alejandro Iñárritu que retirasse o máximo possível das falas dele em O Regresso (2015). O astro desempenhou o papel tão bem que ganhou o Oscar de Melhor Ator pelo filme. As informações são do Cheatsheet.

+++LEIA MAIS: Todos os filmes do Leonardo DiCaprio, do pior para o melhor

De fato, DiCaprio é conhecido por interpretar personagens muito expressivos a partir das falas. No entanto, em O Regresso, ele queria desafiar a si mesmo, assumindo um papel em que falasse o menos possível e confiasse principalmente nas ações para se expressar. 

"Nós consistentemente retiramos o máximo que podíamos do que Hugh Glass tinha a dizer. Acredito que nas nossas reuniões de roteiro tinha sempre eu dizendo: 'Posso falar menos? Posso cortar mais e mais linhas?' Porque eu sentia que toda vez que Hugh Glass abria a boca [...] Precisava ser apenas o básico", explicou em uma entrevista em 2016.

+++ LEIA MAIS: Leonardo DiCaprio doará US$ 5 milhões para ajudar combater incêndios na Amazônia

Em O Regresso, o astro sentiu que o único foco do personagem era sobreviver. Hugh Glass viveu em uma época de conflito implacável e precisava ensinar ao filho as lições sobre como permanecer vivo.

"Ele tem um filho e está tentando incutir em seu filho a habilidade de ficar em silêncio. Para apenas se misturar ao fundo, para não ser muito ostensivo. É assim que você sobrevive em uma paisagem dura e sem lei como esta", disse o ator. 

+++LEIA MAIS: 7 papéis icônicos de Leonardo DiCaprio

Ele concluiu: "Essas mesmas palavras que acredito que ele ensina ao filho, e aquela dureza dessas lições são as mesmas que ele precisa aprender por si mesmo quando [...] está tentando sobreviver."


+++ SIGA NOSSO SPOTIFY - conheça as melhores seleções musicais e novidades mais quentes


+++ FROID: 'QUERO CHEGAR A UM NÍVEL POPULAR' | ENTREVISTA | ROLLING STONE BRASIL