Por que a Netflix cancela séries tão rápido agora?

Diversos seriados da plataforma não sobrevivem além da segunda temporada

Redação Publicado em 05/10/2020, às 09h00

None
Logo da Netflix (Foto: Reprodução)

Na época na qual a Netflix começou a produzir as séries originais, a plataforma era conhecida por não cancelar asz produções. Com exceção de Marco Polo (2014-2016), que teve três temporadas, os sucessos Orange is the New Black (2013-2019) e House of Cards (2013-2018) duraram sete e seis temporadas cada, respectivamente. Mas por que o streaming passou a cancela séries tão rápido agora?

A IGN explicou motivo disso acontecer. Após o fim de Marco Polo, série como Bloodline, The Get Down, The OA, entre outras foram canceladas prematuramente. De acordo com o site, se a produção não for um Stranger Things da vida, é improvável que dure mais de duas ou três temporadas.

+++LEIA MAIS: Netflix de salvadora para canceladora de séries?

Neste ano de 2020, Netflix cancelou nomes como O Cristal Encantado: A Era da Resistência, Apocalipse V, Messiah, Altered Carbon e I Am Not Ok With This. Além disso, o serviço anunciou a renovação para a última temporada de Ozark, O Mundo Sombrio de Sabrina, Disque Amiga para Matar e The Crown.

A IGN trouxe motivos para tantas séries serem canceladas, com base em um artigo do Wired. O primeiro ponto é bastante comum: audiência. Ele é "baseado em um processo de revisão de visualização versus custo de renovação, que determina se o custo de produção de outra temporada de um programa é proporcional ao número de espectadores que o programa recebe.

O segundo motivo é baseado em alguns pontos de dados de visualização. Este sistema "olha para dois pontos de dados nos primeiros sete dias e nos primeiros 28 dias de um programa estar disponível no serviço. O primeiro é 'Starters', ou famílias que assistem apenas um episódio de uma série. O segundo ponto de dados é 'Completers', ou assinantes que terminam uma temporada inteira". Ou seja, a renovação da série se baseia no primeiro mês de exibição.

+++LEIA MAIS: Quem é o mais poderoso dos Sete, de The Boys? Site faz ranking do mais fraco ao mais forte

A métrica final é em relação a "Watchers", o número total de assinantes que assistem a um programa. Como reportado pela IGN, a Netflix emprega um "modelo de custo adicional, o que significa que paga todos os custos de produção do programa, mais um adicional de 30%", é ainda mais cautelosa quando se trata de possivelmente perder dinheiro - apesar de ter investido muito em Ryan Murphy (US$ 300 milhões por cinco anos), Adam Sandler (US$ 275 milhões por mais quatro filmes) e Chris Rock (US$ 40 milhões por dois especiais).

Como dito por Tom Harrington, analista na Enders Analysis, os seriados da Netflix "são mais caros após a segunda temporada e ainda mais caros após a terceira, com os prêmios subindo a cada temporada".

+++LEIA MAIS: Jada Pinkett Smith e Keanu Reeves não se deram muito bem nos testes para Matrix, diz atriz

"Eles têm que dar [ao programa] mais dinheiro por temporada, e se eles decidirem recomissioná-lo, fica mais caro para fazer", continuou. "Por causa disso, muitos outros seriados são cancelados após duas temporadas, porque lhes custa mais".


+++ HOT E OREIA: 'VIRAMOS ADULTOS, MAS AINDA BUSCAMOS POR ESSA CRIANÇA DO COMEÇO'