Por que os criadores de Avatar: A Lenda de Aang abandonaram a série live action da Netflix?

Conflitos de orçamento, diversidade no elenco e o tom da narrativa foram alguns dos fatores que afastaram Michael Dante Dimartino e Bryan Konietzko da produção

Redação Publicado em 16/08/2020, às 13h00

None
Avatar: A Lenda de Aang (Foto: Nickelodeon / Reprodução)

Na última semana, Michael Dante DiMartino e Bryan Konietzko, criadores da animação clássica da Nickelodeon Avatar: A Lenda de Aang, pegaram os fãs de surpresa com o anúncio de que abandonariam a série live-action que está sendo produzida pela Netflix. Mas por que isso de fato aconteceu?

+++LEIA MAIS: Tudo o que sabemos sobre o live-action Avatar: A Lenda de Aang: criadores, elenco e mais

De acordo com um novo relatório do FandomWire (via Legião dos Heróis), fontes próximas à Netflix revelaram que os motivos por trás da saída deles da série envolvem orçamento, diversidade no elenco e o tom da narrativa.

Primeiro porque os criadores queriam um orçamento maior, mas a Netflix não estava tão disposta a investir tanto dinheiro no projeto. Segundo porque a Netflix queria a liberdade de escalar atores brancos para os papéis principais, mas DiMartino e Konietzko foram veemente contra, pois prometeram honrar as etnias dos personagens originais e consertar os erros do passado. 

+++LEIA MAIS: Série live action de Avatar deverá ter grandes mudanças se comparada ao anime; entenda

Por último, o principal desacordo entre os criadores de Avatar: A Lenda de Aang e a equipe criativa da Netflix era sobre o tom previsto para a narrativa. Enquanto os primeiros estavam decididos a manter o tom mais leve do desenho, a plataforma de streaming queria que o seriado fosse mais maduro e pesado que o original.

 

"Quando Bryan e eu assinamos contrato para fazer o projeto, em 2018, éramos produtores executivos e showrunners. Em um comunicado conjunto, a Netflix disse que estava comprometida a honrar a nossa visão para este remake da nossa história, e a apoiar a nossa criatividade. Nós dois expressamos como estávamos animados com essa oportunidade de estar no comando. Infelizmente, as coisas não aconteceram como gostaríamos", escreveu DiMartino no Instagram.

"E quem sabe? A adaptação live-action de Avatar na Netflix pode ter o potencial de ser boa. Pode ser que muitos de vocês gostem dessa série. Mas o que eu posso dizer com certeza é que, não importa qual versão acabe indo parar nas telas, não vai ser a versão que eu Bryan tínhamos visualizado", concluiu o criador.

 


+++ JOÃO GORDO ENCARA O DESAFIO MELHORES DE TODOS OS TEMPOS EM 1 MINUTO 


+++ PLAYLIST COM CLÁSSICOS DO ROCK PARA QUEM AMA TRILHAS SOBRE DUAS RODAS