Por que Paul McCartney e John Lennon brigaram? Mick Jagger tem teoria

Os dois ex-beatles chamaram atenção do Rolling Stone

Redação Publicado em 14/07/2020, às 12h16

None
Paul Mccartney e John Lennon (Foto: Dalmas Sipa Press / AP Images)

Beatles e Rolling Stoneseram os maiores sucessos musicais dos anos 1960. Infelizmente para o mundo da música, porém, apenas uma dessas bandas continuou atuando - e Mick Jagger e Keith Richards consideram-se parceiros ideais. Paul McCarntey eJohn Lennon, porém, iam longe desse caminho - e a banda acabou dez anos depois de começar.

Jagger, dos Rolling Stones, tem um parecer sobre todo o desentendimento entre McCarntey e Lennon - e o consequente fim dos Beatles. Em 1995, em entrevista à Rolling Stone, opinou sobre os motivos que tornavam a relação tão conturbada:

+++ LEIA MAIS: Última conversa de John Lennon com Paul McCartney foi sobre próximo passo na carreira de Lennon

“Difícil apontar um dedo, porque não conheço John e Paul tão bem. Só um pouco, o mesmo tanto que você, provavelmente. Posso arriscar um palpite em dizer que ambos tinham personalidades fortes, sentiam-se independentes. Parecia ter bastante competição na liderança da banda,” acredita Jagger.

“[Quando existe mais de um líder], meio que eles entendem o papel de cada um. Mas John e Paul se sentiam fortes demais, e queriam estar no comando. Se existissem 10 coisas, os dois queriam comandar nove delas. Um relacionamento assim não funciona, né?”

+++ LEIA MAIS: Por que John Lennon ‘cortou’ o filho Julian do testamento?

Nunca ficou claro, exatamente, o motivo do término dos Beatles - embora seja bem seguro afirmar que o conflito entre John Lennon e Paul McCartney culminou nisso. Parece mais, porém, uma diferença criativa e desejos distantes para a banda, além de muito tempo juntos.

+++ RAEL | MELHORES DE TODOS OS TEMPOS EM 1 MINUTO