Por que Paul McCartney jamais trabalharia com hip-hop ou reggae?

Apesar de se interessar e até se inspirar nos gêneros, Paul McCartney jamais trabalharia com hip-hop ou reggae

Redação Publicado em 15/07/2021, às 10h16

None
Paul McCartney (Foto: Reprodução / Kevin Winter / Getty Images)

Ao longo da carreira, Paul McCartney provou ser um artista eclético e trabalhou com os mais diversos estilos musicais, como o folk e o pop. Contudo, o ex-beatle jamais trabalharia com dois gêneros específicos. (Via Showbiz CheatSheet)

Em entrevista à Rolling Stone EUA, o músico revelou não se sentir confortável para trabalhar com o hip-hop ou o reggae, apesar de escutar os estilos musicias para "se educar" e ir em shows do Jay-Z, Kanye West e Drake.

+++LEIA MAIS: 5 músicos que trocaram de instrumento: De Paul McCartney a Dave Grohl [LISTA]

“Eu não gostaria de criticar [o hip-hop] em comparação com ‘A Day In Life’. Para mim, é como reggae, pois eu particularmente não sentiria que poderia fazê-lo. Eu deixaria isso para Bob Marley, para as pessoas que são isso. É o mesmo com o hip-hop.”

Curiosamente, McCartney se aproximou dos dois gêneros em algumas faixas. Em 1974, o ex-integrante do Fab Four revelou ter se inspirado no reggae para compor "Seaside Woman", uma faixa produzida para a esposa Linda e a banda Wings.

+++LEIA MAIS: O dia em que Paul McCartney visitou Dave Grohl: 'Escondi todas as coisas dos Beatles' [FLASHBACK]

A canção foi lançada sob o pseudônimo de de Suzy and the Red Stripes e se destacou nas paradas musicais ao alcançar o 59º lugar na Billboard Hot 100 e permanecer na lista por cinco semanas.

McCartney trabalhou com o hip-hop ao lado de West, o qual descreveu como "um grande artista" para a Rolling Stone EUA. Em 2015, os dois colaboraram em "All Day" e ocuparam a 15ª posição na Billboard Hot 100, onde ficaram por 15 semanas.

+++LEIA MAIS: Qual era a conexão entre John Lennon e 'Hey Jude,' de Paul McCartney?

“Foi emocionante trabalhar com Kanye, ter uma contribuição para ‘All Day.’ É o melhor riff da gravação," disse McCartney. "É uma ótima gravação, sonoramente é brilhante [...] eu recebo essa faixa de volta, uma coisa chamada 'All Day': ele pegou minha melodia e a tornou seriamente urbana."

O ex-beatle repetiu a parceiria com West em "Only One", de 2014, e "FourFiveSeconds", de 2015. Esta última também contou com Rihanna e nasceu durante as mesmas sessões de gravação de "All Day", segundo a Rolling Stone EUA.

+++LEIA MAIS: Qual é o ritual de Paul McCartney a cada fim de turnê?


+++ OS 5 DISCOS ESSENCIAIS DE BOB DYLAN | ROLLING STONE BRASIL