Pulse

Por que Paul McCartney teve um colapso durante as gravações do White Album?

O álbum duplo dos Beatles, lançado em 1968, foi motivo de desentendimento entre os integrantes do grupo

Redação Publicado em 10/06/2019, às 12h00

None
Paul McCartney (Tim Sharp / AP)

Há meio século, os Beatles lançaram o álbum duplo The Beatles, conhecido como The White Album (ou Álbum Branco), devido sua capa totalmente branca. Paul McCartney se referia a ele com um apelido: "o álbum de tensão", uma referência aos muitos problemas que a banda teve durante as sessões de gravação.  

Pelas histórias, não parece que Paul estava exagerando. Afinal, essas sessões aconteceram ao mesmo tempo em que Paul e John Lennon estavam se desentendendo e o produtor George Martin estava se distanciando dos Bealtes. 

Antes do disco chegar, os Beatles também se viram sem o engenheiro de som de longa data, Geoff Emerick. Após um dos episódios de conflito de Paul, Emerick realmente desistiu de trabalhar com a banda por conta do estresse.

Grande parte da confusão se deu por "Ob-La-Di, Ob-La-Da", em que Paul insistiu que fossem realizadas várias tomadas para a gravação da faixa. Com isso, Paul perdeu a calma em várias ocasições. 

Emerick, que gravou os discos inovadores dos Beatles nos anos anteriores, relatou a frustração sobre a canção e você consegue perceber a experiência miserável que foi para todos. 

"Paul não estava feliz com o ritmo da faixa ou com o jeito que o vocal dele estava. E ele não sabia bem como embalar isso ritmicamente, e então ele estava ficando muito frustrado consigo mesmo."

John fez uma saída dramática do estúdio antes de voltar completamente tomado por drogas e álcool. Paul e John discutiram e de alguma forma, os dois conseguiram não ferir um ao outro naquele dia. Mas ainda assim as discussões continuaram. 

Paul continuou a mexer na música. Na semana seguinte, ele decidiu experimentar um novo estilo vocal - para o horror de todos os envolvidos. Nesse ponto, Martin fez uma sugestão educada, mas firme, sobre o vocal de Paul e ele se irritou: "Se você acha que pode fazer melhor, por que você não vem aqui e canta sozinho?", respondeu a Martin.

De acordo com Kenneth Womack, esse foi o momento em que Emerick decidiu que deixaria os Beatles. Ele declarou a sua saída no dia seguinte. De alguma forma, os Beatles chegaram ao final do álbum, mas não lançaram o feito com muita felicidade.

+++Rocketman, Bohemian Rhapsody e mais: as maiores cinebiografias de todos os tempos