Por que personagens sul-asiáticos sempre têm nomes de brancos na TV e cinema?

De acordo com NME, Starstruck, da BBC, é a mais nova série a repetir esse erro

Redação Publicado em 12/05/2021, às 10h58

None
Riz Ahmed em O Som do Silêncio (Foto: Reprodução/Amazon Prime Video)

De acordo com matéria de Faima Bakar no NME, a maioria dos personagens sul-asiáticos nos cinemas e séries de Hollywood têm nomes de brancos, sotaque britânico/estadunidense e uma função que não se concentra na minoria étnica ou religiosa. Um exemplo disso é o seriado da BBC Three Starstruck: encantador, mas o exemplo mais recente dessa tendência preocupante na indústria, como o site relatou.

Criada por Rose Matafeo, quem também protagoniza a produção, Starstruck acompanha consequências de uma noite caótica na véspera de Ano Novo. A desiludida Jessie se relaciona com Tom Kapoor (Nikesh Patel), astro de cinema tranquilo e charmoso. Existem diversos pontos positivos na série, como a liderança de mulheres.

+++LEIA MAIS: Oscar 2021: 4 filmes para conhecer Riz Ahmed, indicado a Melhor Ator

Porém, há uma coisa que os espectadores do sul-asiáticos podem ter observado: por que Tom se chama Tom? Segundo NME, o personagem poderia ter recebido o nome de Ajay, por exemplo, sem perder o enredo central do programa. O nome dele foi anglicizado (modificação de palavras estrangeiras para torná-las mais fáceis de se compreender) desnecessariamente - assim como outros filmes e séries de TV populares.

Por exemplo, em O Som do Silêncio (2019), Riz Ahmed interpretou Ruben Stone; Meninas Malvadas (2004) tem Kevin Gnapoor (Rajiv Surendra); The Office, Kelly (Mindy Kaling); Tom Haverford (Aziz Ansari) em Parks and Recreation; entre outros.

+++LEIA MAIS: De onde vem o racismo asiático? Conheça o movimento Stop Asian Hate

Uma das exceções acontecem quando sul-asiáticos criam os próprios personagens - muitas vezes escrevendo personagens complexos e multifacetados, sem comprometer o nome. Como, por exemplo, Devi (Maitreyi Ramakrishnan) em Eu Nunca..., de Mindy Kaling; Dev (Aziz Ansari) em Master of None; e Kumail, interpretado por Kumail Nanjiani, no filme Doentes de Amor (2017).

Existem casos de personagens do sul da Ásia, com nome cultural, receberem sotaque indiano em uma produção (mesmo que não seja a pronúncia natural). Aconteceu com Apu (Os Simpsons), Raj (The Big Bang Theory), Sr. Chetty (Os Estagiários), etc.

+++LEIA MAIS: Gilby Clarke relembra pressão de tocar com Guns N’ Roses: ‘Aprendi 50 músicas em uma semana’

De acordo com NME, este sistema binário supõe que a identidade étnica de sul-asiáticos seja de exclusão. Ou seja, você não pode ser chamado de Tom se acabou de sair da Índia e, por algum motivo, não pode ser chamado de Akshay caso interprete uma pessoa normal no Reino Unido ou Estados Unidos.

No Ocidente, sul-asiáticos sentem pressão para se integrar, porque muitos abreviam nomes étnicos para caber facilmente na boca de não-asiáticos - em um mundo pós-11 de setembro, onde a violência anti-asiática aumentou, essas medidas foram necessárias para a sobrevivência.

+++LEIA MAIS: Por que Lana Del Rey se recusa a cantar frase da música ‘Ultraviolence’?

Isso não significa que sul-asiáticos não podem ter nomes anglicizados. No entanto, a indústria do entretenimento no Ocidente falha em celebrar os milhões de sul-asiáticos com nomes étnicos - e navegam nos altos e baixos da vida. Como Faima Bakar relatou, não existem criadores brancos suficientes escrevendo papéis dinâmicos para sul-asiáticos sem estarem vinculados à origem.


+++ MV BILL: 'A GENTE TEM A PIOR POLÍTICA DE GOVERNO PARA O PIOR MOMENTO' | ENTREVISTA | ROLLING STONE BRASIL