Preço de coletânea de Whitney Houston aumenta em 60% após a morte da cantora

Gravadora Sony Music elevou o preço da The Ultimate Collection

Redação Publicado em 13/02/2012, às 13h15 - Atualizado às 13h21

Whitney Houston - The Ultimate Collection
Reprodução

A gravadora Sony Music elevou em 60% o preço da principal coletânea de Whitney Houston, The Ultimate Collection (1997), após a morte da cantora. O aumento foi alvo de críticas - o preço do álbum saltou de £ 4,99 (cerca de R$ 13) para £ 7,99 (R$ 21) na iTunes Store -, levando a gravadora a desfazer o reajuste no preço ainda no domingo, 12. As informações são do jornal britânico The Guardian.

Leia textos das edições anteriores da Rolling Stone Brasil – na íntegra e gratuitamente!

Fãs da cantora definiram a mudança de preço do disco como uma "tentativa cínica" de lucrar com a alta demanda de coletâneas de Whitney. Uma fonte interna da Sony declarou que a alteração de valor não foi "cínica", e sim uma revisão do preço do álbum, que não estaria com seu preço correto no iTunes. A Apple e a Sony ainda não se pronunciaram a respeito.

Nesta segunda, 13, The Ultimate Collection e Whitney: The Greatest Hits (2000) estão no topo da lista de discos mais vendidos em países como Alemanha, Austrália, Áustria, Bélgica e França, entre outros.