Pulse

Prêmio britânico suspende indicação de Bryan Singer

O cineasta concorria na categoria de Melhor Diretor, por Bohemian Rhapsody

Redação Publicado em 07/02/2019, às 09h49

None
Bryan Singer (Foto: Matt Sayles/Invision/AP)

A comissão do BAFTA, importante prêmio britânico de cinema, decidiu anular a indicação de Bryan Singer na categoria de Melhor Diretor, pelo filme Bohemian Rhapsody.

O cineasta foi acusado de abuso sexual e estupro, mas nega todas as denúncias e as considera uma “difamação homofóbica”. A Academia Britânica de cinema disse que a suspensão será mantida até que todo o caso seja resolvido. 

Em um comunicado oficial, declararam que todos os envolvidos com o BAFTA consideram “o comportamente do qual [Singer] foi acusado inaceitável e incompatível com os valores” da premiação.

A produtora Fox, responsável por Bohemian Rhapsody, também emitiu uma declaração na qual diz apoiar a decisão.

A cinebiografia, porém, concorre em outras seis categorias, entre elas Melhor Filme Britânico, Melhor Ator, Melhor Edição e Melhor Cinematografia.

Após o surgimento das acusações contra Singer, o filme também foi retirado da lista de indicados ao prêmio LGBTGlaad.