Preso, Joe Exotic, de Tiger King, diz se arrepender de prender animais em jaulas

O ex-proprietário de zoológico é a peça central da narrativa da série documental

Redação Publicado em 06/04/2020, às 15h25

None
Tiger King (foto: reprodução Netflix)

Joe "Exotic", a peça central da narrativa do novo seriado documental da Netflix, Tiger King, disse que se envergonha de enjaular animais, em uma entrevista publicada pelo serviço de streaming, no Twitter, no dia 3 de abril. 

+++LEIA MAIS: Tiger King: como vivem hoje os protagonistas do novo sucesso da Netflix?

Ao ser questionado se havia algo que o ex-proprietário de zoológico queria que o público soubesse, respondeu: "Sente-se em uma gaiola com seus animais por uma semana. Quero dizer, quando saí do zoológico e enviei meus chimpanzés para o santuário da Flórida e imaginei o que meus chimpanzés passaram por 18 anos, tenho vergonha de mim mesmo."

"Você sabe que seria bom se eu pudesse me ver famoso por aí, mas eu vi essas mesmas quatro paredes há um ano e meio", também disse no vídeo da entrevista gravado na prisão.

+++ LEIA MAIS: Tiger King: 3 coisas que você não sabia sobre o novo sucesso da Netflix

Atualmente, "Exotic" está cumprindo uma sentença de 22 anos após ser considerado culpado de atropelar Carole Baskin, uma ativista dos direitos dos animais que ele acusou de tentar atrapalhar o zoológico privado dele. Ele também está cumprindo pena por outras 17 acusações relacionadas à vida animal.

Assista ao vídeo:

+++LEIA MAIS: A bizarra conexão entre Michael Jackson e Joe Exotic, do sucesso Tiger King, da Netflix

 


+++ DISCOGRAFIA DO THE STROKES: OS ALTOS E BAIXOS DOS ARRUACEIROS DE NOVA YORK