Prince lança clipe de “Baltimore” e anuncia o disco The Hit & Run Album

Segundo a 3rdEyeGirl, banda que acompanha o cantor, trabalho terá muito som experimental

Redação Publicado em 24/07/2015, às 13h28 - Atualizado às 14h32

Com as mulheres: Prince e as garotas do 3rdEyeGirl.
Divulgação

Prince está cheio de novidades. O artista pop divulgou o clipe de “Baltimore” nesta quinta-feira, 23, ilustrando a letra em tributo ao jovem negro Freddie Gray, morto pela polícia depois de ter sido preso injustamente na cidade que dá nome ao registro e, nesta sexta, 24, foi anunciado um novo álbum, The Hit & Run Album.

Assista ao clipe de "Baltimore:

A notícia chegou por meio da banda de apoio de Prince, 3rdEyeGirl, em entrevista à BBC. “Esse álbum é absolutamente para os fãs grandes fãs de Prince, que conhecem todas as músicas que ele já gravou – nós o chamamos de 'The Purple Collective' ou 'The Purple Army' – porque ele é muito funk”, comentou o grupo do cantor.

Prince, RZA, Cat Stevens, Diddy: relembre artistas que mudaram de nome por razões bizarras.

“Ele é estranho, com muito sonho experimental. É simplesmente hit atrás de hit e definitivamente alimenta os fãs que amam ouvir o que Prince tem a dizer e não se limitam ao clássico Purple Rain”.

Prince se junta ao Alabama Shakes em performance de “Gimme All Your Love”.

Também em julho, Prince revelou a nova faixa "HARDROCKLOVER", que estará em The Hit & Run Album, junto com a inédita "1,000 Hugs and Kisses" e uma nova versão de "This Could Be Us", do disco solo Art Official Age, de 2014, divulgado, simultaneamente com PlectrumElectrum, este, gravado com o 3rdEyeGirl.

Ouça “HARDROCKLOVER”:

Os trabalhos recentes do cantor foram feitos sob o selo da gravadora Warner, na qual ele lançou os discos Dirty Mind, 1999, Purple Rain e Sign ‘O’ the Times. Art Official Age foi produzido, arranjado, composto e teve todos os instrumentos tocados por Prince e Joshua Welton. É definido como um álbum “contemporâneo de soul, R&B e funk”.

Plectrumelectrum traz Prince ao lado de Donna Grantis (guitarra), Hannah Ford Welton (bateria) e Ida Nielsen (baixo). O disco, um “eletrizante rock e funk”, foi gravado ao vivo, de forma analógica.