Prince sabia do potencial de Purple Rain: "Estamos fazendo história"

Há 35 anos, o longa estrelado e idealizado pelo músico revolucionava os filmes musicais

Redação Publicado em 25/06/2019, às 13h40

None
Prince em Purple Rain (Foto:Reprodução)

Faz 35 anos que o cineasta Albert Magnoli, recém saído do curso de cinema da renomada USC, embarcou em um projeto com o músico Prince sem saber que o resultado seria nada menos que revolucionário para o meio dos filmes de shows. Foi nesse súbito que, em 1984, nasceu Purple Rain.

Mas de acordo com uma entrevista recente ao Yahoo, a banda The Revolution, que acompanhava o música na época, revelou que, apesar do sucesso ter surgido como uma grande surpresa para grande parte dos envolvidos, não foi algo inesperado para o próprio protagonista e idealizador.

"Ele repetia freneticamente que estávamos fazendo história", contou o baterista Bobby Z, ao relembrar da noite em que gravaram as cenas do show, que hoje são consideradas algumas das melhores já retratadas em um filme.

Purple Rain foi feito com um orçamento de US$ 8 milhões, e, assim como previu Prince, entrou para a história. Só em bilheterias no ano em que foi lançado, acumulou US$ 80 milhões.

Wendy Melvoin, baterista do The Revolution, também revisitou o momento que marcou não apenas uma virada em sua vida, como sua primeira aparição ao vivo com a banda, quando tinha apenas 19 anos.

Apesar da atmosfera de ceticimo que pairava durante a noite de 1983, ela sentiu que Prince, no comando do projeto, tinha uma visão bem clara daquilo que estava fazendo, e talvez por essa determinação que as coisas tenham saído tão bem.

Bobby, por sua vez, não teve tanta certeza assim de que as coisas estavam sob controle. "Juntos, a gente era pouquíssimo famoso" contou.

E acrescentou: "Mas [Prince] tinha todas essas qualidade mágicas. Ele treinava como seria quando fosse um astro do rock, como por exemplo não ir a restaurantes, ou ao posto de gasolina, porque seria um rockstar. [...] Ele sempre projetou ser essa persona. É muito bizarro pensar que ele conseguia invocar toda essa confiança e habilidade."

+++De Emicida a Beyoncé: Drik Barbosa escolhe os melhores de todos os tempos