Produtor indica a possibilidade de David Bowie voltar aos palcos

Tony Visconti descarta uma turnê, mas acredita que o músico pode fazer um show em Londres ou em Nova York

Redação Publicado em 15/01/2013, às 11h47 - Atualizado às 12h56

David Bowie
AP

A bombástica volta de David Bowie aos estúdios, anunciada no último dia, 8, data em que o músico comemorou 66 anos de idade, ganha um novo capítulo com as especulações sobre um retorno também aos palcos. Em entrevista à Rolling Stone EUA, o produtor Tony Visconti, colaborador de Bowie desde o longínquo Space Oddity (1969), disse que a possibilidade de uma turnê promocional do novíssimo disco The Next Day é improvável, mas acredita que exista a possibilidade de Bowie fazer uma ou outra apresentação.

Dez faces de David Bowie, o Camaleão do Rock.

"Ele [Bowie] diz que só irá tocar se sentir vontade, mas não vai entrar em turnê. Por exemplo, ele pode querer fazer um show em Nova York, ou, não sei, em Londres, ele faria se tivesse vontade disso. Ele deixou muito claro que não iria entrar em turnê ou fazer qualquer uma dessas ridículas e longas ações promocionais para o disco", disse Visconti. "A sua ideia era apenas mostrar um pouco à meia-noite do seu aniversário e deixar com que as coisas se transformassem de uma gota em uma avalanche."

Visconti disse que recentemente conversou com Bowie e ele se mostrou muito rígido quanto à possibilidade de uma turnê, embora talvez estivesse aberto a uma apresentação. "Ele disse: 'Eu realmente estou convencido de que não farei uma turnê', e depois disse: 'Talvez possa, eu talvez possa fazer um show'. Mas quem sabe quando", completou o produtor.

O ano de 2013 marca o retorno de David Bowie e outros. Veja aqui quem mais está de volta à música.

Em entrevista à revista Ultimate Classic Rock, o guitarrista da banda de apoio de Bowie, Earl Slick, disse que ele e seus companheiros torcem pela chance de levar as novas canções para os palcos. “Nós não sabemos”, disse ele. “Obviamente, queremos que ele que [Bowie] entre em turnê. Mas, neste momento, é um grande 'e se'... Eu posso receber uma ligação dele amanhã dizendo: 'Sabe de uma coisa? Aqui está o set list'. Não sei. Não posso falar por ele. Obviamente, a banda amaria sair. Mesmo que não seja uma turnê grande, gostaríamos de fazer alguns shows", disse o guitarrista.