Produtor de Drake anuncia cancelamento de disco póstumo de Aaliyah

“A mãe dela dizendo ‘Eu não quero que isso saia’ foi o suficiente para mim", disse Noah “40” Shebib

Redação Publicado em 08/01/2014, às 15h57 - Atualizado às 16h06

Aaliyah
AP

Surgiram pela primeira vez em 2012 as notícias de que Drake estava envolvido na produção de um disco póstumo de Aaliyah, mas as críticas recebidas pelo rapper foram decisivas para o cancelamento do projeto. Foi o que disse o produtor Noah “40” Shebib em entrevista com o site Vibe.

Galeria: discos póstumos: acertos e erros.

“O mundo reagiu ao envolvimento de Drake tão negativamente que eu não queria nada com aquilo”, revelou o produtor, que foi o primeiro a ser convidado para comandar o projeto. “Foi uma experiência muito triste para mim. Eu fui ingênuo sobre a política em relação ao legado de Aaliyah e um pouco ignorante sobre a relação de Timbaland e todo mundo mais envolvido.”

Mesmo assim, afirmou Shebib, Timbaland, que trabalhou com a cantora, deu aval para que o projeto acontecesse. “Tim me disse ‘não pare de fazer o álbum’. Eu acho que foi ele tomando a posição de ‘eu não vou te parar. Se você não fizer, é sua decisão’. Mas eu não estava mais confortável e não gostei do estigma.”

O fim definitivo do projeto, segundo o produtor, saiu da mãe de Aaliyah. “A mãe dela dizendo ‘Eu não quero que isso saia’ foi o suficiente para mim.” O álbum póstumo seria o quarto da cantora, que em vida lançou Age Ain't Nothing but a Number (1994), One in a Million (1996) e Aaliyah (2001). Aaliyah morreu em agosto de 2001, em um acidente de avião.