Produtor e empresário de Michael Jackson dizem que "Breaking News" tem, sim, a voz do cantor

Teddy Riley e Frank Dileo garantiram a autenticidade da faixa e dizem que Michael se divertiu gravando o material inédito que será lançado em dezembro no disco Michael

Da redação Publicado em 10/11/2010, às 12h55

O disco Michael, que trará a polêmica faixa "Breaking News"
Reprodução

Continua a polêmica em torno de "Breaking News", faixa inédita de Michael Jackson que estará no disco póstumo Michael, que será lançado no dia 14 de dezembro. De acordo com a agência Associated Press, Teddy Riley, produtor de longa data do Rei do Pop, se manifestou dizendo: "Não tenho dúvida de que esses são vocais do Michael".

A música foi divulgada na íntegra na última segunda, 8, e gerou polêmica quando vários membros da família Jackson declararam acreditar que a voz na canção não é de Michael (saiba mais aqui).

"Quando eu ouvi essa música, meu coração chorou ao ouvir Michael novamente, e de bem com a vida. O vocais soaram bastante polidos, afinados e processados", declarou Riley, que trabalhou com o artista em vários projetos, entre eles os discos Dangerous, HIStory e Invincible.

Ele afirmou ainda que teve o apoio da família Jackson na produção de Michael. "Eu fiz o que Michael esperaria de mim com as ferramentas que eu tinha para trabalhar (faixas vocais do cantor). Esse é o seu legado. Deixe que ele viva."

Frank Dileo, que foi empresário do astro, também garantiu a autenticidade do material. Disse que falou com Michael pelo telefone diversas vezes enquando ele estava gravando e Michael estaria "animado e entusiasmado pela música e com a experiência". Dileo ainda contou que "ao escutar as faixas, especialmente aquelas que ainda não foram ouvidas pelo público em geral, dá para perceber que ele estava se divertindo muito".