Programa de Ellen DeGeneres é investigado por acusações de racismo e intimidação; entenda

O talk show está no ar desde 2003

Redação Publicado em 28/07/2020, às 19h38

None
Ellen DeGeneres no programa My Next Guest Needs No Introduction (Foto:Reprodução)

Após várias acusações de racismo e intimidação por funcionários, o talk show de Ellen DeGeneres está sendo investigado internamente pela distribuidora Warner Bros Television e pela companhia de produção Telepicture. As informaçõe são da NME.

Segundo a Variety, o proprietário da Warner Bros Television, WarnerMedia, irá liderar a investigação ao lado de uma empresa anônima, que entrevistará membros atuais e antigos da equipe.

Dez ex-funcionários do programa e um ainda empregado alegaram anonimamente ao BuzzFeed News sobre incidentes no ambiente de trabalho que contribuiram para um local repleto de "racismo, medo e intimidação".

+++LEIA MAIS: Os 6 Friends quase foram outros: sem Jennifer Aniston e Matthew Perry, com Ellen DeGeneres e mais; entenda

Muitos dos acusadores também falaram sobre o ambiente do programa ser "dominado pelo medo". Além disso, alegou-se que funcionários que não demonstram preocupação sobre hora de trabalho ou microagressões são recompensados. Em nenhum dos casos, a apresentadora DeGeneres seria responsável diretamente pelo ambiente de trabalho.

Os produtores executivos do Ellen Degeneres Show, Ed Glavin, Mary Connelly e Andy Lassner responderam as acusações: “Ao longo de quase duas décadas, 3 mil episódios e empregando mais de mil funcionários, nos esforçamos para criar um ambiente de trabalho aberto, seguro e inclusivo. Estamos verdadeiramente de coração partido e lamentamos saber que há alguém em nossa família de produção teve uma experiência negativa. Não é quem somos e nem quem nos esforçamos para ser, e não a missão que Ellen estabeleceu para nós".

+++ Leia Mais: Ellen DeGeneres relembra quando sofreu abuso sexual na adolescência


+++ PLAYLIST COM CLÁSSICOS DO ROCK PARA QUEM AMA TRILHAS SOBRE DUAS RODAS