Programa sobre autópsia de Michael Jackson é adiado por tempo indeterminado

Após críticas feitas pelos representantes do espólio do cantor, Discovery Network não exibirá Michael Jackson's Autopsy: What Really Killed Michael Jackson

Da redação Publicado em 02/01/2011, às 12h53

Programa sobre autópsia fictícia de Michael Jackson não será mais exibido neste mês
AP

O programa britânico com a encenação da autópsia de Michael Jackson, que iria ao ar no exterior no dia 13 de janeiro, foi adiado por tempo indeterminado. A informação é do site do semanário NME.

Intitulada Michael Jackson's Autopsy: What Really Killed Michael Jackson, a atração mostraria, valendo-se da ficção, como teria sido a autópsia do cantor, morto em junho de 2009, e quais resultados teriam sido obtidos a partir dela. O programa iria ao ar pela Discovery Television Network e seria transmitido, além do Reino Unido, em diversos outros países europeus.

"Dado o início dos procedimentos legais na semana que vem e o pedido vindo do espólio de Michael Jackson, a exibição do documentário médico relacionado à autópsia oficial de Michael Jackson foi adiado indefinidamente", disse a Discovery por meio de comunicado à imprensa. Na semana passada, os responsáveis pelo espólio do astro enviaram uma carta ao canal de TV, posicionando-se contra a exibição.

Os advogados John Branca e John McClain afirmaram que a realização de Michael Jackson's Autopsy: What Really Killed Michael Jackson é de um "mau gosto chocante (...) motivada somente pelo desejo cego de explorar a morte de Michael Jackson, enquanto tentam cinicamente enganar o público, fazendo com que ele acredite que o programa terá um valor médico sério".