Programação FLIP 2008

Festa literária em Paraty faz homenagem a Machado de Assis e reúne escritores de formatos além do livro, entre 2 e 6 de julho

Da redação Publicado em 05/06/2008, às 14h49 - Atualizado em 08/06/2008, às 11h04

Machado de Assis será o homenageado da 6ª edição da FLIP
Reprodução

A organização da 6ª edição da FLIP - Festa Literária Internacional de Paraty - divulgou nesta quarta-feira a programação completa do evento, que acontece entre os dias 2 e 6 de julho.

Neste ano, a FLIP vai além dos convidados da literatura tradicional. Entre os nomes, estão os intelectuais brasileiros Roberto Schwarz, Rodrigo Naves e Flora Sussekind. Entre os autores convidados para os debates, estão o dramaturgo inglês Tom Stoppard, um dos grandes nomes do teatro no mundo, o escritor holandês Cees Nooteboom, indicado ao Prêmio Nobel, e Neil Gaiman, autor da renomada HQ Sandman. Os autores Alessandro Baricco e Ingo Schulze, representam, pela primeira vez no evento, as literaturas italiana e alemã.

A festa, que atrai milhares de turistas para a cidade (no ano passado, entre 15 e 20 mil pessoas passaram pela FLIP), tem três espaços principais: tenda dos autores, onde acontecem os debates, tenda do telão, em que as discussões são transmitidas, e a FLIPINHA, espaço dedicado às crianças.

Machado de Assis

Nesta edição, a festa presta homenagem ao centenário da morte de um dos grandes nomes da literatura brasileira, Machado de Assis. O crítico literário Roberto Scharwz apresenta um ensaio inédito sobre a obra Dom Casmurro. No último dia, acontece um debate entre Sérgio Paulo Rouanet (que está organizando as correspondências do autor), Flora Sussekind (uma das autoras de um perfil que será lançado no evento), e de Luiz Fernando Carvalho (Hoje é Dia de Maria, Os Maias), que está trabalhando em uma adaptação de Dom Casmurro para a TV.

O show de abertura fica por conta Luiz Melodia. Os ingressos para a apresentação e para a tenda dos autores custam R$25; para entrar na tenda do telão, é preciso desembolsar R$7. Ainda existe a possibilidade (ainda não confirmada) de uma transmissão dos debates em tempo real pela internet.

FLIP 2008

Quarta-feira, 2/7

19h: A poesia envenenada de Dom Casmurro - Roberto Schwarz

21h30: Luiz Melodia

Quinta-feira, 3/7

10h: Primeiro tempo - Adriana Lunardi, Emilio Fraia, Michel Laub, Vanessa Barbara

11h45: O espelho - Elisabeth Roudinesco

15h: Retrato em branco e preto - Carlos Lyra, Lorenzo Mammì

17h: Conversa de botequim - Humberto Werneck, Xico Sá

19h: Admirável mundo velho - Tony Judt

Sexta-feira, 4/7

10h: Formas breves - Ingo Schulze, Modesto Carone, Rodrigo Naves

11h45: Ficções - João Gilberto Noll, Lucrecia Martel

15h: Os fuzis - Caco Barcellos, Misha Glenny

17h: Estética do frio - Martín Kohan, Nathan Englander, Vitor Ramil

19h: Veludo cotelê - com David Sedaris

Sábado, 5/7

10h: Guerra e paz - Chimamanda Adichie, Pepetela

11h45: A mão e a luva - Neil Gaiman, Richard Price

15h: Fábulas italianas - Alessandro Baricco, Contardo Calligaris

17h: Paraíso perdido - Cees Nooteboom, Fernando Vallejo

19h: Shakespeare, utopia e rock'n'roll - Tom Stoppard

Domingo 6/7

10h: Os livros que não lemos - Marcelo Coelho, Pierre Bayard

11h45: Sexo, mentiras e videotape - Cíntia Moscovich, Inês Pedrosa, Zoë Heller

15h: Papéis avulsos - Flora Süssekind, Luiz Fernando Carvalho, Sergio Paulo Rouanet

17h: Folha seca - José Miguel Wisnik, Roberto Damatta

19h: Convidados da Flip 2008 lêem trechos de seus livros prediletos