Projeto dá roupagem eletrônica ao repertório das novas bandas de São Paulo

Caio Falcão e o Bando, Charlie & os Marretas, Grand Bazaar, Luiza Lian, Memórias de um Caramujo e O Terno foram os grupos selecionados

Redação Publicado em 17/05/2015, às 11h06

A cantora Luiza Lian
Alice Arida/Divulgação

Músicas de seis bandas da cena independente de São Paulo serão apresentadas a partir de 28 de maio, em formato de som eletrônico e com produções audiovisuais, no Projeto Ponte.

Exclusivo: Quarto Negro convida à imersão no segundo disco da carreira; ouça a íntegra de Amor Violento.

Trata-se de uma plataforma digital livre criada pelos italianos Giovanni Pirelli e Ludovico Schilling e elaborada através da produtora Cactus. Schilling escolheu uma canção de cada formação e durante seis meses, de Londres, o coletivo de música eletrônica Doomy deu ao repertório uma nova roupagem.

Eddie não abandona brasilidade e volta mais punk em novo disco Morte e Vida.

A seleção dos grupos ficou por conta do produtor musical Gui Jesus Toledo e do músico Guilherme Aguiar, que agregou o rock, reggae e samba de Caio Falcão e o Bando, o funk de Charlie e Os Marretas, o som cigano do Grand Bazaar, o blues e MPB de Luiza Lian, o rock do Memórias de um Caramujo e de O Terno ao projeto.

Psicodelia brasileira com “vocalista indiano”, Bombay Groovy prepara segundo disco.

Os diretores e roteiristas Helena e Caio Guerra – os Irmãos Guerra –, foram os responsáveis pela conclusão do trabalho ao criar um vídeo para cada faixa, com apoio do cineasta francês Aliocha, da diretora italiana Valentina Sutti e do artista audiovisual brasileiro Victor Pardinho.

Lollapalooza 2015: humor e rock de primeira marcam show da banda O Terno.

A primeira novidade a sair do forno, junto com o site oficial do projeto, será da cantora Luiza Lian. A música escolhida foi "Me Tema". A partir daí, haverá um lançamento por mês, na seguinte ordem: “Quimpassi” (Charlie e Os Marretas), “Afrodite” (Caio Falcão e O Bando), “O Sino” (Memórias de um Caramujo), “Yaz Dirdiri” (Grand Bazaar) e “Bote ao Contrário” (O Terno).