Psicopata Americano: Jared Leto não sabia que o personagem dele seria assassinado com um machado por Christian Bale

A diretora Mary Hallon detalhou a cena icônica do filme de 2000

Redação Publicado em 17/06/2020, às 15h10

None

Em Psicopata Americano (2000), há uma razão pela qual Paul Allen, o personagem de Jared Leto fez uma careta genuína de surpresa e terror quando Patrick Bateman (Christian Bale) o atacou com um machado: Leto realmente não fazia ideia daquilo.

“Decidimos filmar o ensaio do assassinato real sem contar a Jared”, revela a diretora Mary Harron, em entrevista a Entertainment Weekly. "Christianreteve a performance até então, para que seria uma verdadeira surpresa. Quando ele grita 'Hey Paul' e Jared se vira e vê Christian correndo na direção dele com o machado, ele parece genuinamente chocado."

+++LEIA MAIS: Diretora de Psicopata Americano critica reclamações da violência em Coringa e explica porque John Wick é pior

Depois de marcar a primeira reação genuína de Leto, Harron filmou Bale repetidamente golpeando a câmera protegida por vidro blindado enquanto sangue falso jorrava no rosto do ator. E eles tinham que acertar rapidamente, porque a bagunça permitia apenas tomadas mínimas. "Foi uma daquelas cenas em que tudo se encaixa", diz Harron.

"Por acidente, o spray de sangue atingiu apenas um lado do rosto de Christian. Quando você olha para ele de frente, a face dele parece coberta de sangue. Mas quando você olha para ele de lado, o rosto parece bastante limpo. Era um metáfora perfeita para o aspecto 'Médico e o monstro' de Bateman: primitiva por fora, sangrenta e psicótica por dentro. E tudo aconteceu por acaso. "

+++LEIA MAIS:

Leto, como o infeliz Paul Allen, ficou deitado em uma poça de sangue durante uma sessão brutal durante a noite toda para as filmagens. "Não é fácil cometer um assassinato em machado", compartilha Harron. "Os sentimentos [da equipe] espelhavam a imagem de Patrick Bateman no sofá, dando um suspiro de alívio, recompensando-se com o charuto, refletindo sobre um trabalho bem-feito".


+++ A PLAYLIST DO RUBEL