Qual álbum clássico irritava John Lennon?

Projeto gravado com Yoko Ono não foi sucesso comercial

Redação Publicado em 26/10/2020, às 10h48

None
John Lennon e Yoko Ono no Bed-In (Foto: AP)

John Lennon sempre foi sincero em entrevistas e não poupava críticas ao trabalho dos Beatles ou da própria carreira solo, sem poupar também os ex-colegas de banda e artistas da época. Certa vez, chamou algumas músicas do Fab Four de “lixo”, termo usado também para descrever o primeiro álbum solo de Paul McCartney

Um álbum da carreira solo, gravado com Yoko Ono, também foi criticado pelo músico. Some Time in New York City (1972), quarto disco do casal, era um projeto completamente politizado, gravado no mesmo período em que o FBI iniciou investigações para deportar Lennon e Yoko do país, conforme ambos denunciarem em entrevista a Dick Cavett

+++ LEIA MAIS: O que Yoko Ono fez com as cinzas de John Lennon?

Na última entrevista à Rolling Stone EUA, concedida três dias antes da morte de Lennon, o cantor confessou não aprovar a sonoridade do álbum, como lembra o CheatSheet. “Sim, esse realmente chateou todo mundo”, contou. “Eu sempre ficava irritado com a aspereza do som nele, mas eu estava fazendo isso de forma consciente, como um jornal onde você obtém os erros de impressão, o período e os fatos não estão certos, e tem aquela atitude de você-tem-que-sair-até-sexta”.

O álbum não teve muito sucesso comercial e, de acordo com o CheatSheet, chegou apenas ao 48º lugar na Billboard Hot 100, sem nenhum grande hit e críticas negativas na imprensa especializada. 


+++ XAMÃ: ‘SE VOCÊ NÃO SENTE NADA COM UMA MÚSICA, É PORQUE TEM ALGUMA COISA ERRADA' | ROLLING STONE BRASIL