Qual é a opinião de Paul McCartney sobre religião?

Ao contrário dos outros companheiros de banda, McCartney raramente expressou opiniões religiosas em composições

Redação Publicado em 19/01/2020, às 18h00

None
Paul McCartney (Foto:The Yomiuri Shimbun/AP Images)

Por meio de composições, John Lennon falou sobre o cristianismo, o budismo e hinduísmo, enquanto George Harrison deixou claro que era um hindu devoto. 

Paul McCartney, por outro lado, não fez das próprias crenças religiosas (ou a falta delas) uma parte importante para produzir novas canções. Isso, em determinado momento, levantou uma questão: Quais são as visões religiosas do ex-Beatle? 

Em The Beatles: Image and the Media, de Michael R. Frontani, há um registro de uma entrevista dos Beatles de fevereiro de 1965 para a Playboy em que McCartney disse:  "Provavelmente parecemos anti-religiosos pelo fato de que nenhum de nós acredita em Deus". 

+++ LEIA MAIS: Rolling Stones, Paul McCartney e mais: 7 das 10 turnês mais rentáveis da década são de artistas do rock

Essa discussão sobre questões religiosas voltou em 2012 quando o jornal The Independent perguntou se a religião importa ou não e ele respondeu: "Na verdade, não. Eu tenho um tipo de fé pessoal em algo bom, mas realmente não vai muito além disso. Certamente não assino nenhuma religião organizada".

Ele acrescenta: "Eu acho que isso [grandes religiões organizadas] é a causa de muitos problemas, essa questão do 'meu Deus é melhor que o seu'". O ex-beatle, no entanto, pontuou acreditar que Jesus existiu históricamente.

+++ LEIA MAIS: De Jesus gay a Reis magos festeiros: 5 polêmicas do especial de Natal do Porta dos Fundos da Netflix

Em entrevista para o programa de rádio da BBC The World at One,  McCartney revelou ter gravado um disco de Natal mas não planeja lança-lo, pois ele apenas é ouvido pela família dele em reuniões festivas.


 +++ MELHORES DISCOS BRASILEIROS DE 2019 (PARTE 1), SEGUNDO A ROLLING STONE BRASIL