Qual foi o maior sucesso de John Lennon fora dos Beatles?

Durante a década entre a saída dos Beatles e seu assassinato, Lennon emplacou três discos no topo das paradas; veja quais

Redação Publicado em 24/04/2019, às 14h23

None
Yoko Ono e John Lennon (Foto: Agent Press)

No começo dos anos 1970, os integrantes dos Beatles começaram a seguir carreiras solo após o fim da banda. Paul McCartney e John Lennon foram os que obtiveram mais sucesso.

Desde o fim dos Beatles até a sua morte em 1980, Lennon lançou oito discos. Desses, de acordo com o Cheat Sheet, três ficaram em 1º lugar nas paradas.

+++ Solta o riff! Rolling Stone Brasil vai premiar o melhor riff com prêmios exclusivos no Instagram 

O álbum de maior sucesso do músico, porém, teve um sabor agridoce. Double Fantasy, gravado em parceria com sua esposa Yoko Ono, alcançou números exorbitantes de venda após o assassinato de Lennon.

O disco foi lançado em novembro de 1980, cerca de um mês antes de sua morte. Na primeira semana de dezembro daquele ano, alcançou o 25º lugar. Lennon morreu no dia 8 de dezembro, e o disco rapidamente subiu para o 1º lugar, e manteve a posição até fevereiro do ano seguinte. No total, ficou 77 semanas na lista dos top 200.

Depois de Double Fantasy, Imagine foi o segundo álbum mais vendido do ex-Beatle. A faixa homônima ao disco e “How Do You Sleep” foram responsáveis por mandar o álbum para os topos das paradas em 1971, e mantê-lo por lá durante quase um ano.

O terceiro álbum número 1º de Lennon foi Wall and Bridges, de 1974. Entrou nas paradas em novembro e ficou até julho do ano seguinte.

Em questão de faixas, John Lennon foi o último dos integrantes do Beatles a se consagrar no top 100 da Billboard. O feito só aconteceu em 1974, com “Whatever Gets You Thru The Night”.

Mas sua música mais bem sucedida foi “(Just Like) Starting Over”, do disco Double Fantasy. Chegou à número 1, e continuou no top 10 por 22 semanas.

Após sua morte, John emplacou “Woman”. O single foi lançado no começo de 1981, e alcançou o 2º lugar imediatamente. “Imagine” e “Instant Karma” empatam no 3º lugar.

Entrevista RS: Di Ferrero fala sobre música pop, vida pós-NX Zero e projeto engavetado com Emicida: