Qual foi a única música do Led Zeppelin que Robert Plant aceitou dividir o microfone?

O vocalista cantou todas as faixas da banda - exceto uma

Redação Publicado em 06/02/2020, às 17h49 - Atualizado às 18h26

None
Led Zeppelin em 1968 (Foto: Reprodução/ Instagram/Jørgen Angel)

Diferente dos Beatles, o Led Zeppelin tinha o vocalista muito bem definido. Robert Plant representava os vocais da banda, e cantava todas as músicas - com exceção de uma. Em “Battle of Evermore”, o músico aceitou dividir os microfones com Sandy Denny, do Fairport Convention.

+++ LEIA MAIS: Qual reunião do Led Zeppelin foi chamada de ‘horrorosa’ por Robert Plant?

A música, lançada no Led Zeppelin IV, 4º álbum da banda, representou o auge do grupo com baladas folk, e foi a primeira escrita por Plant no bandolim. Na época, o músico pegou o instrumento para aprender a tocar quando as primeiras letras de “Battle of Evermore” apareceram.

O dueto foi possível porque quando Plant começou a trabalhar nas letras, pensou que uma segunda voz fosse necessária. Assim, o vocalista convidou a amiga Sandy Danny. Mais tarde, a artista seria conhecida como uma das melhores cantoras da cena folk. Foi a primeira e última vez que o Led Zeppelin contou com outro vocalista, e o momento marcou a única aparição de uma cantora na banda. 

+++LEIA MAIS: Assista trecho de show do Led Zeppelin em Tóquio em 1971 - a um passo da dominação mundial

“Battle of Evermore” começa com Plant cantando as quatro primeiras frases. Em seguida, a voz de Danny surge com “Oh, dance in the dark of night/ Sing to the morning light”. Depois, os músicos iniciam um dueto harmonizado em um padrão contínuo em praticamente toda a faixa.


 +++ MELHORES DISCOS BRASILEIROS DE 2019 (PARTE 2), SEGUNDO A ROLLING STONE BRASIL