Qual momento transformou a relação de Freddie Mercury e Mary Austin?

Apesar do término do relacionamento, o líder do Queen permaneceu amigo de Mary Austin até o final da vida

Redação Publicado em 13/02/2020, às 10h47

None
Mary Austin e Freddie Mercury (Foto: Reprodução)

Freddie MercuryMary Austin namoraram por seis anos, e, após o fim do relacionamento dos dois, permaneceram melhores amigos até os últimos dias de vida do astro do rock. Apesar da separação amigável, o casal viveu um período de conflitos e desconfianças.

No documentário Freddie Mercury: The Untold Story, a ex-namorada do líder do Queen conta que Mercury se afastou dela e passou agir de um modo suspeito nos últimos anos do relacionamento.  

"Eu sabia que este homem não estava bem consigo mesmo em um ponto [...] Eu pude ver que ele estava se sentindo mal sobre algo, não estava se sentindo confortável, evitando situações, o que não era [normal para o] Freddie. Essas coisas não eram a pessoa que eu conheci."

+++ LEIA MAIS: Como Freddie Mercury contou a Mary Austin que era ‘bissexual’: ‘Foi um alívio’

Para o alívio de Mary, Mercury revelou quais eram as questões que o perseguiram nos últimos anos da relação, em 1975. O líder do Queen assumiu a bisexualidade para a parceira e revelou ter tido um caso com um homem.

"Foi um alívio, realmente, ouvir isso dele [...] De suspeitar que isso, provavelmente, foi o problema dos últimos dois dos seis anos que estávamos juntos, saber que eu tinha acertado mais ou menos." 

+++ LEIA MAIS: Freddie Mercury pediu para Mary Austin guardar um único e último segredo depois da morte dele; entenda

Para a ex-namorada do artista, a confissão do parceiro foi um momento decisivo na relação deles. Depois do término do noivado, Mary se sentiu aliviada e totalmente disposta a apoiar a escolha do ex-namorado.

"Mas, certamente, uma vez que discutimos isso, ele era uma pessoa diferente. Ele era como a pessoa que eu conheci nos primeiros anos", disse Mary

Ela completou: "Foi bom ver o Freddie… Foi melhor, foi maravilhoso. Você não pode negar para Freddie o direito dele estar bem com ele mesmo [...] Eu vejo isso como um amor que você aceita e, de alguma forma, entende, porque você quer que o interior da pessoa cresça e você está fascinado em ver essa pessoa totalmente à vontade e bem consigo mesma".


+++ A MALDIÇÃO DO CORINGA, COM JOAQUIN PHOENIX, HEATH LEDGER, JACK NICHOLSON E MAIS: