“Se falasse inglês, teria vários Oscar”, afirma Pedro Bial sobre Chico Anysio

O apresentador comenta a admiração pelo humorista que, para ele, "é um dos inventores da TV brasileira"

Bruna Veloso Publicado em 23/03/2012, às 19h01 - Atualizado às 21h11

Chico Anysio
Revista Quem/Divulgação

Para Pedro Bial, Chico Anysio é a síntese da palavra “gênio”. O jornalista, apresentador e escritor conta que assistia, sempre embasbacado, aos programas de Chico. “Desde sempre, não deixava de ver nenhuma semana”, afirma Bial em entrevista à Rolling Stone Brasil.

O apresentador do Big Brother Brasil lembrou que na década de 80 trabalhou em um Globo Repórter sobre o humorista. “Convivi com ele na intimidade, durante dois meses, para a reportagem. O conheci na vida privada. E, na juventude, quanto mais crescia, mais percebia a genialidade dele.”

“Chico era o maior ator do mundo, do nível de Daniel Day Lewis, Christian Bale. Só poderia ser comparado a caras como esses. Se falasse inglês, teria vários Oscar”, exalta Bial. “E, além disso, tinha o texto”, lembra o jornalista, destacando mais uma faceta que tornava Chico Anysio um artista tão singular: ele não só atuava magistralmente, como criava personagens únicos, que serviram de inspiração para diversas gerações de humoristas.

Chico Anysio já estava com a saúde debilitada há alguns anos devido a um enfisema pulmonar, decorrente do uso de cigarros. Bial recorda que há cerca de dois anos, Chico participou de um especial de TV, e que ele ali viu uma demonstração do grau de profissionalismo do artista: quando estava fora dos personagens, Chico já mostrava problemas na voz devido à doença, mas bastava entrar em um papel para que não houvesse vestígio de debilidade. “Quando ele incorporava os personagens, era perfeito”, diz Pedro Bial. “Ele é um dos inventores da TV brasileira. Um gênio.”

Velório

Após uma luta de mais de um ano contra seus problemas de saúde, Chico Anysio morreu nesta sexta, 23, às 14h52, em decorrência de falência múltipla dos órgãos, após choque séptico causado por infecção pulmonar. O humorista sofreu duas paradas cardiorrespiratórias, e chegou a ser reanimado, mas não resistiu. Saiba mais. O velório ocorrerá no Theatro Municipal do Rio de Janeiro, a partir de 12h, e será aberto ao público.

Gênio indomável: em 2008, Chico Anysio falou à Rolling Stone sobre sua paixão pelo futebol e, claro, sobre o humor no Brasil.

Relembre personagens marcantes de Chico Anysio..