Quem é Yohan: conheça o astro do k-pop que morreu aos 28 anos

O K-Idol foi integrante de dois grupos de K-pop e tinha um canal no Youtube

Redação Publicado em 18/06/2020, às 11h44

None
Yohan (Foto: Reprodução/Instagram)

O cantor de k-pop Yohan, cujo nome verdadeiro é Kim Jung-hwan, foi encontrado morto aos 28 anos na última terça-feira, 16. A notícia foi confirmada pela selo KJ Music Entertainment, porém a causa da morte não foi revelada a pedidos da família, segundo o Mirror

Após algumas mortes precoces de artistas de k-pop, como Jonghyun, do grupo SHInee, e Sulli, a família do artista pediu para os fãs não criarem teorias para a causa do falecimento.

Yohan tinha uma carreira promissora, por isso, separamos os principais acontecimentos da trajetória artística do k-idol, com base nas informações divulgadas pelo Uol e o The Hollywood Reporter.

Grupos de K-pop

A morte de Yohan surpreendeu os fãs do k-idol, que acompanhavam a carreira promissora do músico, que, além de cantor, sabia tocar piano e bateria. Depois de fazer parte da banda NOM - No Other Man -, o cantor de K-pop se tornou integrante do grupo TST, em 2017, de acordo com informações do Uol

Com o novo grupo, do selo KJ Music Entertainment, Yohan lançou dois EPs, Time's Up e Wake Up, lançados em 2017, segundo o Hollywood Reporter. Além disso, o músico participou do single "Countdown", divulgado em janeiro de 2020. 

+++ LEIA MAIS:Por que o BTS não tem conta individual no Twitter e Instagram?


Polêmica

Segundo o Uol, a única polêmica da carreira do artista aconteceu quando um colega de grupo, Kyeongha, foi sentenciado a 18 meses de prisão por um crime sexual cometido em 2014. Na época, a banda decidiu expulsar o integrante.

+++ LEIA MAIS: Jungkook se arrepende de furar lockdown na Coreia do Sul depois de críticas: ‘Serei mais cuidadoso’


Amizade com o K-idol Ain

Yohan também tinha um canal no Youtube e uma conta compartilhada no Instagram com o colega do grupo de k-pop Ain, que também fez parte do NOM e foi convocado para o serviço militar em 2020. As duas redes sociais mostravam arquivos de viagens e bastidores de produção musical.


+++ A PLAYLIST DO RUBEL