Quentin Tarantino planeja novo filme para unir Bastardos Inglórios e Django Livre

Cineasta diz que tem escrita metade da história de Killer Crow, que a princípio faria parte do roteiro de Bastardos

Redação Publicado em 29/12/2012, às 12h36

Este é o primeiro filme de Tarantino desde Bastardos Inglórios, de 2009
Sony Pictures / Divulgação

A inventiva mente do diretor Quentin Tarantino realmente está procurando uma maneira de unir os universos distantes de Django Livre e Bastardos Inglórios. Em entrevista ao site The Row, o cineasta disse que pretende fazer Killer Crow, uma história que mostrará um grupo de soldados negros unidos pela vingança durante a Segunda Guerra Mundial.

Leia textos das edições anteriores da Rolling Stone Brasil – na íntegra e gratuitamente!

“Eu não sei exatamente quando eu vou fazê-lo, mas há algo que sugere que eu isso fará parte de uma trilogia. Minha ideia original para Bastardos Inglórios, bem no começo, era com uma história maior, que incluía uma menor – essa que vocês verão no filme”, explicou. “Da mesma foram que Aldo Raines [personagem de Brad Pitt] e seus Bastardos, a tropa de soldados negros vai seguir um caminho sangrento, matando um punhado de soldados e oficiais brancos, em seu caminho até a Suíça”.

Desta forma, Tarantino espera unir a temática do racismo, presente em Django Livre, que estreia em 18 de janeiro no Brasil, e a saga do ex-escravo Django (Jamie Foxx), com a temática antinazista de Bastardos Inglórios. Killer Crow se passaria em 1944, logo depois do ataque à Normandia.

O diretor afirma que tem metade da história escrita, já que ela estaria inclusa no filme protagonizado por Brad Pitt. Mas é bom esperar sentado, já que Tarantino tem a fama de prometer continuações que não se concretizaram, como a terceira parte de uma trilogia de Kill Bill.