Quentin Tarantino pode entrar para a história do cinema no Oscar 2020; entenda

Tarantino pode ser tornar o segundo diretor da história a receber três estatuetas por Melhor Roteiro Original

Redação Publicado em 14/01/2020, às 10h42

None
Quentin Tarantino (Foto: Vianney Le Caer / Invision AP)

Quentin Tarantino está prestes a alcançar um recorde histórico no Oscar 2020. O diretor foi aclamado com 10 indicações, entre elas, para de Melhor Roteiro Original. E, caso ganhe o prêmio, ele será o segundo escritor da história a conseguir três estatuetas na categoria.

No momento, Tarantino está no mesmo nível de Charles Brackett, Billy Wilder e Paddy Chayefsky, que receberam duas estatuetas por roteiro original da Academia de Artes e Ciências Cinematográficas.

+++ Todas as indicações do Brasil ao Oscar (e nenhuma vitória): Central do Brasil, Democracia em Vertigem e mais

Mas o diretor de Era Uma Vez Em... Hollywood pode alcançar Woody Allen, que até então, é o único roteirista com três Oscars. Contudo, se a vitória de Tarantino se concretizar, o diretor terá um feito ainda mais impressionante que o de Allen.

Vencedor do prêmio de Melhor Roteiro Original por Annie Hall, Hannah e Sua Irmãs e Meia-Noite em Paris, Allen recebeu a terceira estatueta aos 77 anos, após 16 indicações. Já Tarantino pode receber o terceiro prêmio da carreira aos 56 anos, na quarta indicação à categoria. 

+++ LEIA MAIS: Com 11 indicações, Coringa já é o filme de HQs mais celebrado da história do Oscar; veja

Em 1995, o diretor recebeu a primeira estatueta de Melhor Roteiro Original ao lado de Roger Avary por Pulp Fiction. Já em 2010, o diretor foi indicado por Bastardos e Inglórios, mas perdeu o prêmio para Guerra ao Terror e só venceu novamente na categoria como Django Livre, em 2013.

O longa-metragem estrelado por Leonardo DiCaprio, Brad Pitt e Margot Robbie concorrerá nas seguintes categorias: Melhor Filme, Melhor Diretor, Melhor Ator, Melhor Ator Coadjuvante, Melhor Fotografia, Melhor Figurino, Melhor Design de Produção, Melhor Edição de Som, Melhor Mixagem de Som e Melhor Roteiro Original.


+++ CORUJA BC1: 'FAÇO MÚSICA PARA SER ATEMPORAL E MATAR A MINHA PRÓPRIA MORTE'