R. Kelly chora ao negar abusos sexuais em primeira entrevista na TV

Aos 52 anos, o rapper é alvo de quatro acusações, três delas vindas de menores de idade

Redação Publicado em 06/03/2019, às 09h52

None
Rapper R. Kelly chora em entrevista à rede de TV CBS (Foto: CBS/Reprodução)

O rapper R. Kelly caiu em lágrimas ao negar as acusações de abuso sexual em uma nova entrevista cedida à jornalista Gayle King, para o programa de TV norte-americano This Morning, da rede CBS.

Trata-se da primeira entrevista do rapper de 52 anos desde que foi acusado. Um clipe publicado na terça-feira, 5, no Twitter, mostrava o rapper em lágrimas ao falar sobre as acusações.

Kelly enfrenta quatro acusações de abuso sexual, sendo três delas com menores de idade. Diante da justiça norte-americana, o músico se declarou inocente e pagou uma fiança de US$ 100 mil para ser solto. A próxima audiência de R. Kelly ocorre no dia 22 de março.

A jornalista questiona Kelly durante a entrevista: "As mulheres disseram:  'R. Kelly fez sexo comigo antes dos meus 18 anos', 'R. Kelly foi abusivo emocional, física e verbalmente', 'R. Kelly me levou a um quarto escuro onde coisas indescritíveis aconteceram'".

"Não são verdade", ele nega, antes de ser rebatido por Gayle: "Por que essas mulheres diriam isso, então? "Isso não é verdade", ele disse. "Ou são rumores antigos, são rumores novos, rumores futuros, mas não são verdade."

Quando foi perguntado se ele manteve presas contra a vontade delas, ele chorou. "Eu não preciso disso. Por que eu faria isso? O quão estúpido seria que o R. Kelly, com tudo pelo qual eu passei nesse meu caminho, manter alguém preso e sozinho por quatro, cinco, seis, cinquenta horas? Quão estúpido eu teria que ser?"

Ele então olhou diretamente para a câmera. "Isso é estúpido. Isse o senso comum. Esqueça o que você sente por mim. Me odeie se quiser, me ame se quiser, mas use a cabeça"

"Seria muito burro da minha parte se, com todo o meu histórico e tudo pelo qual eu passei, eu resolvesse ser um monstro e manter mulheres presas contra as vontade delas, no meu porão, sem dar a elas comida."

"Parem com isos, eu não estou brincando! Eu não fiz isso. Eu não fiz isso. Estou lutando pela minha vida f...", ele falou, por fim.

Assista ao clipe da entrevista aqui.