R. Kelly compara Phoenix aos Beatles

Rapper e banda francesa se apresentaram juntos no festival Coachella e lançaram o remix da faixa “Trying do Be Cool”

Rolling Stone EUA Publicado em 22/08/2013, às 15h27 - Atualizado em 27/08/2013, às 16h45

Phoenix
Divulgação

O Phoenix vem recebendo uma série de elogios do rapper R. Kelly. O companheiro de performance no festival Coachella comparou a banda francesa com a realeza do rock and roll. “Eles têm uma coisa de Beatles rolando”, disse Kelly, em entrevista ao Pitchfork. “Não dá para explicar.”

“Ficamos surpresos ao saber que ainda há espaço para a nossa estranheza”, diz Thomas Mars, do Phoenix.

Ambos, Kelly e o vocalista Thomas Mars, do Phoenix, participaram da entrevista. Eles explicaram como a admiração mútua se transformou na participação do rapper no show deles, na Califórnia, e no remix de “Trying do Be Cool”.

Para chamar a atenção de Kelly e convencê-lo a participar do show, o Phoenix lançou uma mistura do hit dos franceses “1901”, de 2009, e “Ignition”, de autoria do rapper. Apesar da incerteza inicial, Kelly não se surpreendeu ao ver como a parceria funcionou tão bem. “Eu amo todos os tipos de música, o que faz de mim um cameleão quando se trata de apresentar algo, mesmo que seja ópera, ou qualquer coisa. Enquanto for bom e eu me sentir bem, eu sigo em frente.”

Mars diz que tinha certeza que ambos seriam capazes de combinar os estilos, apesar das sonoridades distintas. Ainda assim, eles não tiveram chance de ensaiar juntos para a participação no Coachella. “Eu estava nervoso, mas o fato de nos encontrarmos no palco – com aquela pressão – fez com que as coisas fluíssem de forma incrivelmente poderosa”, disse Mars. “Só de olhar para o setlist durante o show e ver ‘1901/Ignition’ me dava frio na barriga. Eu não conseguia acreditar.”

Quanto à nova colaboração entre eles, o remix e “Trying to Be Cool”, Kelly e Mars dizem que a música, por si própria, já superou qualquer reserva e dúvidas da parte dos respectivos grupos de amigos e fãs. Kelly admitiu ter sentido receio de mostrar o remix para os companheiros dele. “Eles, na verdade, gostaram muito porque tinha aquela pegada de ‘Play That Funky Music’ e Hall & Oates. Era disco music daqueles dias, mas atualizada. Eles começaram a curtir dizendo: ‘cara, o que é isso?’ ‘É Phoenix, cara. É Phoenix’. Então eu tentei fingir que conhecia toda a música deles, que crescei ouvindo tudo. Estava fingindo! Mas eles amaram.”

Ouça o remix de “Trying To Be Cool”: