R Kelly tem apenas US$ 625 em seu nome após pagar dívidas judiciais

Documentos judiciais de um novo caso contra Kelly revelam a sua situação monetária

Redação Publicado em 15/04/2019, às 14h04

None
R. Kelly (Foto: Aaron Gilbert/ MediaPunch / IPX)

Desde o início de 2019, R. Kelly, tem sido acusado de praticar abusos sexuais infantis e não prestar contas referentes a pensão alimentícia de seus filhos.

O cantor americano chegou a ser preso e pagou uma fiança de US$100 mil para garantir a sua soltura que previa em média 40 a 70 anos na cadeia devido os crimes de abuso.  

Em março, R. Kelly foi detido novamente, mas desta vez, por não pagar a pensão equivalente a US$ 161 mil.

Após toda a polêmica fincanceira, em recente audiência o advogado de R. Kelly admitiu que as finanças do cantor americano estão “uma bagunça”. 

Além dos US$ 161 mil em pensão alimentícia e suas fianças, Kelly foi processado pelo proprietário de seu estúdio em Chicago, local em que abusava de suas vítimas, por mais de US $ 200.000 em aluguel.

O proprietário ganhou um julgamento de US$ 173 mil, o que levou a Midwest Commercial Funding apreender algumas das contas bancárias de Kelly, além de enviar intimações à Sony; a Sociedade Americana de Compositores, Autores e Editores; e outros bancos de Kelly. 

Como resultado das intimações, documentos judiciais revelaram que a conta de Kelly no Wintrust Bank não está completamente esgotada, mas está com saldo negativo de US$ 13. Mais de US$ 150 mil em sociedade também foram retirados do Bank of America, deixando apenas US $ 625 na conta de Kelly (via The Blast).

Relatórios informaram que estão tentando fazer com que a Sony cubra o custo restante, embora a gravadora não deva mais dinheiro a Kelly (A Sony cortou os laços com o cantor em janeiro).

Além de todos os problemas mencionados acima, Kelly está enfrentando multas de até US $ 66 mil por dia pela cidade de Chicago por violações - incluindo a construção de uma sauna ilegal e um bar - no estúdio no qual ele não pagava aluguel.