Radiohead lança aplicativo inspirado em música do último disco

Segundo o vocalista Thom Yorke, PolyFauna é “uma janela para um mundo em evolução”

Rolling Stone EUA Publicado em 16/02/2014, às 12h44

Galeria - Sequências dispensáveis - Radiohead
Divulgação/Facebook oficial

Após décadas construindo realidades visuais e musicais próprias, o Radiohead criou uma janela para o mundo virtual deles. Com o recém-lançado aplicativo PolyFauna, os fãs podem passear com os aparelhos celulares e tablets que tenham os sistemas operacionais iOS e Android para testemunharem diferentes visões de uma realidade alternativa.

Reconectando o Radiohead: como a banda mais experimental da atualidade aprendeu a fazer rock novamente.

O grupo trabalhou com o estúdio de arte digital e design Universal Everything neste aplicativo gratuito, descrito pelo vocalista Thom Yorke no site oficial da banda como “uma colaboração experimental”. A banda criou a ideia enquanto trabalhavam no álbum The King of Limps e o músico afirma que o app usa “imagens e sons” da música “Bloom”.

Quando o usuário segurar o aparelho, ele ou ela pode movê-lo e ver novas imagens. Pontos vermelhos aparecem e assim que você consegue passar por ele, uma nova paisagem aparece na tela.

Sons Atômicos: Thom Yorke prepara álbum do Atoms for Peace, com o brasileiro Mauro Refosco.

“Isso veio de um interesse nas experiências digitais criadas nos computadores e em criaturas imaginadas no nosso subconsciente”, disse Yorke. “A tela é uma janela para um mundo em evolução. Mova por aí para ver o que tem por aí. Você pode seguir os pontos vermelhos. Você pode usar fones de ouvido.”

O aplicativo faz lembrar o projeto Biophilia, de Björk, que incluía um visualizador para as músicas dela, e os vídeos interativos do Arcade Fire para as músicas “Reflektor” e “The Wilderness Downtown”. O grupo de metal progressivo Dream Theater recentemente lançou um app próprio, sensível ao movimento, chamado DreamTheater360°, que permite que fãs assistam ao show da banda no Luna Park, em Buenos Aires, do palco, podendo se movimentar para todos os lados, em 360º.