Pulse

Após indicação ao Oscar, Rami Malek explica que usou as músicas do Queen como um diário de Freddie Mercury

Em entrevista, o ator contou que usou as composições de Freddie "como um diário sobre as coisas que ele viveu ano após ano"

Redação Publicado em 23/01/2019, às 08h45

None
Rami Malek (Crédito:Evan Agostini/Invision/AP)

Em entrevista ao The New York Times, Rami Malek, recém-indicado ao seu primeiro Oscar por interpretar Freddie Mercury na cinebiografia Bohemian Rhapsody, contou um pouco sobre o trabalho que teve para se preparar para o papel e a importância das músicas do Queen.

Quando questionado sobre os dentes falsos, e se eles foram importantes para ajudá-lo a entrar no personagem, o ator revelou que, muito mais que isso, "conversar com a Jan Sewell [responsável pela maquiagem e penteados] sobre, por exemplo, porque precisávamos deixar meu nariz um pouco mais curvado, era o tipo de coisa que me ajudava tanto quanto colocar os dentes em si".

 Malek contou também que as composições de Mercury foram essenciais para sua imersão na vida do cantor. "Usei [as canções escritas por ele] quase como um diário sobre as coisas que ele viveu ano após ano".

"Eu queria desmistificar ele como deus do rock e descobrir sua humanidade. De certa forma eu me identidico com ele — faço parte da primeira geração da minha família que está nos Estados Unidos, e ele era um imigrante", disse.

Além da indicação de Rami Malek na categoria de Melhor Ator, Bohemian Rhapsody também concorre a Melhor Filme, Melhor Mixagem de Som, Melhor Edição de Som e Melhor Edição