Rap faz gravadora ser processada

Garoto de 14 anos abriu ação judicial após ser agredido por fãs de 50 Cent

Da redação Publicado em 11/04/2008, às 09h38 - Atualizado às 10h10

50 Cent é um dos processados por difundir o estilo "gangsta"
AP

A gravadora Universal Music, os selos Interscope, G-Unit e Shady e o cantor 50 Cent estão sendo processados por difundir o estilo "gangsta". A ação foi movida por um garoto estadunidense de 14 anos, que foi agredido por amigos de Cent.

James Rosemond afirma que foi agredido em uma calçada de Manhattan por estar usando uma camiseta do rapper The Game, que deixou o selo G-Unit. Ele alega que a violência promovida pelos amigos de 50 Cent é reflexo do estilo de vida que os rappers promovem.

A agência de notícias Reuters procurou acusados, que não quiseram se manifestar.